Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/12/2009 - pe360graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Oito são presos com meia tonelada de remédios falsificados em Caruaru

Operação da Polícia Federal resultou na autuação de 20 farmácias no município; medicamentos tinham venda proibida, estavam sem registro ou armazenados incorretamente.

A Polícia Federal apreendeu meia tonelada de remédios falsificados e contrabandeados em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, na manhã da última terça-feira (8). 20 farmácias foram interditadas e oito pessoas foram presas na ação. De acordo com os agentes, essa foi a maior apreensão de remédios irregulares no Estado.

As investigações começaram há três meses, depois que a polícia recebeu várias denúncias sobre irregularidades na venda de medicamentos e falsificação de remédios como o Viagra-Cialis, e a importação do Pramil-Eroxil, que tem a venda proibida no Brasil e seria trazido do Paraguai e da Bolívia.

Também havia informações de que medicamentos controlados sem registro eram vendidos de forma paralela, desprovidos da receita médica, e seriam fruto de roubo de carga e estocados de forma inapropriada. Mais de 40 estabelecimentos foram fiscalizados em Caruaru e cerca de 20 foram interditados.

Os medicamentos apreendidos foram levados para a Delegacia de Polícia Federal de Caruaru, para análise (fotos). Os estabelecimentos irregulares foram interditados por 90 dias e podem ter as suas atividades canceladas definitivamente além de serem multados em valores que variam de R$ 1.500 a R$ 1,5 milhão.

Os oito suspeitos foram autuados em flagrante por falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, sem registro no órgão de vigilância sanitária e adquiridos de estabelecimentos sem licença da autoridade sanitária. A pena pode chegar a 20 anos de prisão.

“Essas pessoas podem ser autuadas por tráfico de drogas, falsificação de medicamentos e contrabando e podem pegar penas de cinco a 20 anos de prisão”, afirma o assessor de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro. “Elas fizeram exame de corpo delito e foram encaminhadas às respectivas penitenciárias”.

Seis homens foram encaminhados para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza e as duas mulheres para a Colônia Penal Feminina de Buíque, onde ficarão à disposição das Justiças Estadual e Federal Na cidade, as pessoas não sabiam o risco que corriam. “Eu compro remédio para minha mãe todo mês, é um absurdo”, disse a autônoma Naíde Guimarães.

A operação da Polícia Federal foi realizada em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) e com a Vigilância Sanitária (Visa) do município e foi batizada de “Antipirético”, em alusão à meta de combater a “febre” das farmácias em comercializar medicamentos em desacordo com a lei.

“Esse medicamento pode levar a morte do paciente que faz uso dele, os tarja pretas causam grave dependência física e psíquica, são classificados como drogas e por isso devem ser tratados com rigor”, explica o chefe de inteligência da Anvisa, Adilson Bezerra.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 176 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal