Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/12/2009 - O Diário de Mogi Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Comerciante autuado após aplicar o golpe do terreno

Por: Laércio Ribeiro


O comerciante Alexsandro de Melo da Silva, de 30 anos, foi autuado em flagrante no início da noite de ontem após tentar de novo vender um terreno na Vila Oliveira, que não era de sua propriedade. O delegado Boanerges Braz de Mello, assistente do Distrito Central, mandou o acusado para a Cadeia de Mogi depois de ele ter sido detido pelos investigadores Djalma e Caio Vinicius, liderados por Rodolfo Batalha, do Distrito Central.

Antigo conhecido da Polícia, Alexsandro, que gosta de ser chamado de "Sandro" já se envolveu em 19 inquéritos, em sua maioria, estelionatos. Segundo ele, "já me livrei de 17, um ainda tramita na Justiça, e agora, tenho esse".

Especializado em golpes, ele fez duas carteiras de identidade falsas, uma delas em nome de Wagner Cecílio da Silva e de sua esposa, verdadeiros donos do terreno na Rua Joaquim Martins Coelho, na Vila Oliveira, o qual estava ontem sendo vendido por ele pela quantia de R$ 55 mil, através da Imobiliária Mogilar, que descobriu o golpe após a elaboração da escritura.

"Na hora pedimos as carteiras de identidade e ele as apresentou, mas verificamos que tinham a mesma numeração", contou uma diretora da imobiliária que não quis se identificar. "Ele também não tinha CPF e nem certidão de casamento".

Ela esclareceu ainda que "o novo proprietário até deu R$ 600,00 de entrada e o restante ia dar depois".

Indiferente

O comerciante Alexsandro nem se importou com a sua prisão. "Não fui preso com esculacho, então colaboro com a Polícia, mesmo porque na próxima semana estarei solto, vou ficar apenas alguns dias na Cadeia".

Na sua opinião bandido só tem três saídas: ficar rico, ir para a cadeia ou ser morto. Em outubro, Alexsandro foi capturado em razão de tentar vender o mesmo terreno, mas foi solto e indiciado em inquérito por Estelionato. Diz ele que passará a localização do imóvel a outro vigarista comparsa. No mês passado foi detido com uma falsa carteira funcional de policial civil. Ele tentou viajar num ônibus sem pagar passagem.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 249 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal