Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/12/2009 - Jornal de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

UE confiscou 34 milhões de medicamentos falsos


Trata-se de antibióticos, tratamentos anti-cancerosos, medicamentos contra a malária e o colesterol, analgésicos e falsos Viagras, precisou o vice-presidente da Comissão Europeia.

A circulação de medicamentos produzidos em contrafacção na União Europeia ultrapassa os piores receios de uma Comissão "extremamente preocupada", disse o comissário para a Indústria, Günter Verheugen, em entrevista hoje publicada no diário alemão Die Welt.

"Em apenas dois meses, a UE confiscou 34 milhões de comprimidos através dos controlos alfandegários específicos em todos os países membros, o que ultrapassou os piores receios", disse.

Trata-se de antibióticos, tratamentos anti-cancerosos, medicamentos contra a malária e o colesterol, analgésicos e falsos Viagras, precisou o vice-presidente da Comissão Europeia.

"Cada contrafacção de medicamentos é uma tentativa de hecatombe", comentou Verheugen. "Mesmo quando um medicamento apenas contém uma substância ineficaz, isso pode levar a que pessoas morram porque crêem estar a combater a doença com um medicamento eficaz."

Verheugen defende formas "mais severas de controlo" da contrafacção: "espero que em 2010 a UE se entenda para que o percurso de um medicamento possa ser minuciosamente seguido desde o seu fabrico até à venda. Haverá assim marcas anti-contrafacção na embalagem, nomeadamente um código de barras. E ainda um selo, para que se veja se a embalagem foi aberta e por quem."

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 165 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal