Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/12/2009 - iOnline Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Procura-se conta bancária para lavar dinheiro

Por: Patrícia Silva Alves

Anúncios de emprego falsos já fizeram buraco de 43 milhões no Reino Unido

Quando uma oferta de trabalho é demasiado boa para ser verdade, normalmente é mentira. No entanto, a história do pobre e das esmolas não serve necessariamente para evitar que os internautas caiam em burlas. Há sempre quem não desconfie quando a oferta é demasiado generosa. Sobretudo em altura de crise.

"Há muitas pessoas a tentar ganhar dinheiro durante a recessão, por isso é essencial que evitem tornar-se vítimas", alerta Tony Neate, director da GetSafeOnline.org, uma organização britânica que alerta para os perigos da internet. Na origem deste apelo estão as estatísticas. No Reino Unido, as fraudes bancárias online cresceram 55% em relação ao ano passado, revela o jornal britânico "The Times". Também apareceu uma nova fraude: um esquema de lavagem de dinheiro organizado por grupos criminosos oriundos da Europa de Leste.

O isco, explica o jornal, são ofertas de trabalho anunciadas em sites da internet, para cargos de gestor financeiro, agente de transferência de dinheiro ou até de cliente-mistério. Parte do trabalho, explicam os falsos anunciantes, consiste em receber dinheiro nas suas contas pessoais e permitir as transacções. Como contrapartida, aliciam os anunciantes, o "trabalhador" recebe uma percentagem da quantia depositada.

Na realidade, é um esquema de lavagem de dinheiro. "[Estes criminosos] podem depositar dinheiro nos bancos, mas não o podem transferir para outras contas", explica a Serious Organised Crime Agency (SOCA), uma associação ligada ao ministério britânico da Administração Interna. Para isso, continua a SOCA, "eles precisam de contas de banco legítimas, que estejam controladas por eles, para poderem receber e reenviar o dinheiro das fraudes bancárias online". Resultado? "Quando as contas são identificadas, os indivíduos são obrigados a pagar todos os fundos que receberam", explica a SOCA. E como o dinheiro desapareceu, as contas são congeladas e os titulares podem ser incriminados. "Ao permitir que as suas contas sejam utilizadas para receber e transferir fundos ilegais, estas pessoas estão a violar a lei, mesmo que não se apercebam disso", esclarece Tony Neate. Esta não é, contudo, uma verdade universal. "Alguns correios de dinheiro sabem muito bem o que estão a fazer", esclarece Sharon Lemon, responsável das duas organizações.

Até agora as autoridades britânicas assinalaram 100 sites de anúncios fraudulentos, sendo que cada um poderá ter 50 correios de dinheiro activos. Feitas as contas, o esquema de branqueamento de capitais já causou perdas de 39 milhões de libras (cerca de 43 milhões de euros) nos seis primeiros meses do ano.

Aos burlados resta pagar a factura. Aos burlões resta gozar os brinquedos que os esquemas geram. "Há vários grupos russos que fazem milhões de libras por ano e os usam para comprar brinquedos como iates e carros de alta cilindrada", revela um agente da SOCA ao jornal britânico.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 199 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal