Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/11/2009 - Correio da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Advogado apanhado em fraude milionária

Por: Tânia Laranjo

Lisboa: Autoridades admitem que fuga ao IVA chegue os 50 milhões.

Poderá ser uma das maiores fraudes de fuga ao IVA alguma vez detectada em Portugal. A ‘Operação Paella’ só ontem terminou, depois de terem sido interceptados o sócio maioritário da empresa Bemposta & Pires e o seu filho.

À hora de fecho desta edição estavam ambos ainda a ser interrogados pelos investigadores, desconhecendo-se se ficariam detidos. Só hoje se saberá se serão presentes a primeiro interrogatório judicial.

Além destes dois indivíduos – que estavam fugidos desde que a PJ avançou para operação – foi ainda detido um advogado de Lisboa. Foi igualmente presente a primeiro interrogatório judicial Feliciano Marmelada, gestor de falências, e o seu filho. Estavam a ser ouvidos à hora de fecho desta edição. Ambos são proprietários de empresas como a Duenasmar, a Gelup e a Ocealis.

As autoridades acreditam que se trata de uma complexa rede que se dedicava à fraude com a venda de pescado. O grupo montou um esquema formado por várias empresas, num emaranhado de transacções comerciais, muitas delas simuladas. Algumas das empresas estavam falidas, outras já tinham cessado actividade, estando quase todas em situação de incumprimento fiscal.

Além do esquema de recebimento irregular de IVA, o grupo também burlaria companhias de seguros. Nesse caso, os valores estimados ultrapassam o milhão de euros, depois de terem sido detectadas falsas participações de furtos.

O esquema estaria a funcionar pelo menos desde 2004 e embora os números ainda não estejam confirmados, a Judiciária admite que possa estar em causa uma burla próxima dos 50 milhões de euros.

Os suspeitos estão indiciados por falsificação de documentos, branqueamento de capitais, associação criminosa, fraude fiscal e burla qualificada.

Além dos cinco suspeitos referidos, outros quatro foram detidos por posse de arma.

PORMENORES

MEIOS

Estiveram envolvidos na operação mais de 300 elementos da Polícia Judiciária e da ASAE.

PESCADO

Duas toneladas de pescado foram apreendidas. A PJ apreendeu ainda um carro e milhares de documentos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 215 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal