Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/11/2009 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga esquema de fraude em atestados médicos

A denúncia partiu da gerência de recursos humanos de usina em Bocaina.

A polícia de Ribeirão Bonito investiga um suposto esquema de fraude em licenças médicas com assinatura de um médico da cidade. A denúncia partiu da gerência de recursos humanos da usina Santa Cândida de Bocaina. Os 20 atestados médicos supostamente falsificados teriam sido entregues por 16 trabalhadores da empresa.

“Começamos a perceber que para um determinado médico, existiam assinaturas, impressos e letras diferentes. Foi então que suspeitamos e fizemos um levantamento por um período de 4 a 5 meses. Os atestados foram levados para o médico, que constatou que 20 deles não haviam sido emitidos por ele”, conta Clayton Gonçalves, gerente de RH da empresa.

A usina registrou boletim de ocorrência e um inquérito foi aberto na delegacia da cidade para comprovar o uso de documentos falsos. “Se comprovado de fato, o uso desses documentos falsos, a pena é de reclusão de 2 a 6 anos mais a multa”, afirmou o delegado Gustavo Alonso Garmes.

Todos os documentos apresentados pelos trabalhadores possuem o nome da Secretaria de Saúde de Ribeirão Bonito, cidade onde morariam as pessoas beneficiadas com os atestados. O que chama a atenção é que todos apresentam o mesmo carimbo e de um único médico, um clínico geral que trabalha no pronto-socorro da cidade e está sendo investigado pela polícia. Procurado pela reportagem, o médico se recusou a dar entrevista.

A responsável pela área de saúde do município, Maria Elisa Lazarini Alboléia, afirma que ainda não foi comunicada oficialmente sobre a investigação, mas alega que durante uma conversa com o médico, ele teria dito que um de seus carimbos havia desaparecido há cerca de 5 anos.

Apesar disso, não há indícios de que documentos com o nome do município tenham desaparecido. “Pelo o que eu estou sabendo, nenhum atestado, nenhum bloco desapareceu da unidade”, afirma a diretora de saúde.

Diante dos acontecimentos, ela informa ainda que será aberta uma sindicância após a notificação oficial sobre a fraude.

O médico e os ex-funcionários da usina devem ser ouvidos pela polícia de Ribeirão Bonito. Todos os atestados serão enviados para perícia técnica em São Carlos para comprovar se a assinatura do médico foi falsificada.

O inquérito policial deve ser concluído em 30 dias. O médico envolvido no caso foi procurado novamente, mas não quis falar.

Segundo a Usina Santa Cândida, os trabalhadores foram demitidos por justa causa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 347 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal