Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/11/2009 - Gazeta do Sul Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vítima perde R$ 12 mil em um golpe

Por: Ricardo Düren


Um golpe semelhante ao conto do bilhete levou uma santa-cruzense de 44 anos a sacar R$ 12 mil da conta da mãe e a entregar o dinheiro a uma desconhecida, na tarde de ontem. Bastante abatida e confusa, a vítima não soube explicar direito como foi convencida a repassar a quantia, mas disse ter recebido a promessa de que ganharia um prêmio. Os detalhes ainda serão investigados.

Faxineira, a vítima conta que voltava para casa pelo Bairro Higienópolis quando uma mulher de cabelos escuros, bem vestida, aparentando ter 35 anos, começou a puxar conversa. A desconhecida afirmou ter ganho um prêmio em dinheiro e disse que a vítima também poderia ganhar, mediante o repasse de uma quantia. A santa-cruzense então embarcou no carro da golpista, foi com ela até a própria casa e convenceu a mãe a lhe entregar o cartão bancário.

Vítima e criminosa foram então ao banco e, após apanhar os R$ 12 mil, a estelionatária sumiu. “Só então comecei a desconfiar. Já tinha ouvido falar muitas vezes de golpes, como o do bilhete, e me perguntava como as pessoas acreditavam na conversa dos bandidos. Nunca imaginei que aconteceria comigo”, desabafa a santa-cruzense, a qual pede para ter o nome preservado.

Ela acredita ter inalado algum tipo de narcótico administrado pela criminosa. “Isto deve ter me deixado confusa. No banco dizem que eu tirei o dinheiro argumentando ao atendente que pretendia comprar um terreno, mas não lembro nada disso”, relata a faxineira. Entretanto, a polícia não acredita na possibilidade de emprego de drogas. “Com muita lábia, a criminosa seduziu a vítima com a possibilidade de um ganho fácil”, avalia o inspetor plantonista Wilson Moura.

Venâncio Aires

Agentes da DP de Venâncio Aires detiveram ontem um jovem que passava em estabelecimentos recolhendo donativos para “uma campanha contra drogas” que não existe. Segundo o comissário Paulo Borba, o suspeito foi em três lojas antes de ser encontrado, portando R$ 1 mil, junto a um estabelecimento situado na RST–453. As vítimas relatam que, antes da chegada do rapaz, receberam telefonemas de um desconhecido que afirmava ser policial e divulgava a falsa campanha. Natural de Gravataí, o detido argumenta ser apenas cobrador e será investigado em liberdade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 269 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal