Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/11/2009 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falso pediatra é preso em Pernambuco e hospital é investigado


RECIFE - A Polícia Federal, com a ajuda do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), prendeu na tarde desta quarta-feira um homem suspeito de exercer ilegalmente a Medicina no município de Jataúba, no Agreste pernambucano.

De acordo com a polícia, Aleandro Ricardo de Freitas, usava o registro de outro profissional e atendia como pediatra na Unidade Mista Ana Argemira Correia. Ele teria dito que é formado na Bolívia e não possui registro no Brasil.

O falso médico foi encaminhado para a sede da Polícia Federal, em Caruaru, também no Agreste, junto com a administradora do hospital. A polícia também apreender carimbos, prontuários médicos e fichas de atendimento do hospital. Há suspeita de que haja outras pessoas atendendo sem registro na mesma unidade.

- O exercício ilegal da Medicina prevê pena de dois meses a seis anos de detenção e multa, além de falsidade ideológica, porque ao receitar o tratamento para o paciente, ele usava o nome de outro médico - disse o delegado Max Ribeiro (foto 3).

Para não comprometer os pacientes da Unidade Mista, profissionais do Cremepe estão atendendo provisoriamente no local, até que a Gerência Regional de Saúde (Geres) providencie uma nova equipe médica.

Na terça-feira, três homens e uma mulher suspeitos de participação em uma quadrilha de falsos médicos foram detidos em Goiânia. Segundo a polícia, o grupo chegou a abrir uma clínica no bairro Jardim América, onde atuava há cerca de 5 meses. Eles teriam usado nomes falsos para atuar como neurologista e urologista.

Ainda de acordo com a polícia, além do dinheiro das consultas, os falsos médicos se aproveitaram do status da profissão para abrir contas, obter empréstimos, emitir cheques e comprar veículos. Os golpes podem ter rendido mais de R$ 1 milhão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 243 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal