Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/11/2009 - Portal Terra Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

GO: presos supostos falsos médicos que teriam lucrado R$ 1 mi


A Polícia Civil apresentou na manhã desta quarta-feira dois homens que se passariam por médicos e teriam aberto uma clínica no Jardim América, em Goiânia, para atender pacientes que procuravam neurologista e urologista. Daniel dos Reis Paranhos, 44 anos, e Carlos Antonio Magalhães Fernandes Júnior, 27 anos, se fariam passar, respectivamente, pelo neurologista Hélio Alves Rabelo e o urologista Mauro Troncoso Verri. Eles atuariam na clínica desde julho de 2007 e cobrariam pelo menos R$ 180 por consulta.

Os nomes que seriam usados pelos supostos golpistas eram falsos, mas o registro que eles usariam do Conselho Regional de Medicina (CRM) do Distrito Federal e de São Paulo são verdadeiros e realmente pertencem a médicos. "Acreditamos que estes médicos (os verdadeiros donos dos registros) não sabiam de nada. Por isso não vamos identificá-los", disse o delegado Edemundo Dias, titular da Delegacia do Consumidor.

O delegado disse suspeitar que Paranhos e Fernandes Júnior se preparavam para fugir nos próximos dias. No sábado, eles teriam retirado tudo que havia na clínica. Foram presos na terça-feira em pontos distintos da cidade. A polícia também prendeu a namorada de Paranhos, Ana Carolina Peixoto Albuquerque, 25 anos, e Sérgio Luís Fonseca Poplade, 25 anos. Os dois são apontados como comparsas da dupla.

"Estávamos investigando eles há três meses. Neste tempo, juntamos provas que não deixam brecha para eles negarem os crimes. Temos as identidades falsas, notas de que eles compraram produtos médicos usando os nomes falsos, abertura de contas bancárias, cheques, cartões de crédito, registros, várias provas de que eles se passavam por falsos médicos", afirmou o delegado.

Um agente chegou a ligar na clínica há alguns dias tentando marcar uma consulta, para fazer um flagrante. Foi informado que só poderia ser atendido dentro de três meses, pois a agenda na clínica estava lotada. "Eles cobravam por esta consulta entre R$ 180 e R$ 200. Tentamos nos fazer passar por usuário de plano de saúde do Estado, eles disseram que atendiam pelo plano, mas que a cota estava completa para o mês, mas que se a gente pagasse, seríamos atendidos rapidamente", disse Edemundo Dias.

Nenhuma suposta vítima dos suspeitos apareceu na polícia para reclamar. De acordo com Dias, os dois estavam gastando muito dinheiro recentemente. "Eles compravam tudo a vista, camionete, carros de luxo, produtos caros, movimentavam cheques de R$ 35 mil, de R$ 50 mil. Acreditamos que neste tempo na clínica o golpe tenha chegado a mais de R$ 1 milhão", disse.

"Eles não tinham conhecimento nenhum na área de saúde. Se algum paciente quiser, pode processá-los por danos morais, materiais, constrangimento. E se tiver sofrido alguma lesão ou qualquer dano por causa do atendimento, a pena dos dois será agravada", disse Dias.

Paranhos e Fernandes Júnior vão responder por falsidade ideológica, estelionato e formação de quadrilha e, se forem condenados, podem pegar até 10 anos de prisão. Os presos não quiseram falar com a imprensa. De acordo com o delegado, eles confessaram em depoimento os crimes. "Eles falaram que estavam precisando de dinheiro, passando dificuldades, que não era por muito tempo e que logo iam parar com isso", disse.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 211 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal