Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/11/2009 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

‘Pai do spam’ é preso por participar de fraude por e-mail

Esquema usava mensagens indesejadas com dicas falsas sobre ações. Ao todo, quatro homens foram condenados de 32 a 51 meses de prisão.

Um homem que se autodenomina ‘Pai do spam’ foi condenado à prisão, nos EUA, junto com outros três criminosos, sob acusação de integrar um esquema de fraude de ações com uso de e-mail.

De acordo com o agente especial do FBI Andrew Arena, Alan Ralsky, de 64 anos, de Michigan, encheu caixas de e-mail com mensagens indesejada, na tentativa de usar um “botnet” para sequestrar computadores para auxiliá-lo no sistema. Ralsky e seu genro, Scott Bradley, 48, foram condenados a 51 meses e 40 meses de prisão.

How Wai John Hui, 51, que mantinha residência em Hong Kong e no Canadá, foi condenado a 51 meses de prisão por fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e conspiração para cometer fraude eletrônica, fraude de e-mail e por violar a Lei de Spam.

Ex-diretor de uma empresa chamada China World Trade, Hui foi condenado a três anos de liberdade supervisionada e concordou em pagar multa de US$ 500 mil aos cofres dos EUA.

Morador da Califórnia, John Bown, 45, foi condenado a 32 meses de prisão por conspirar para cometer fraudes eletrônica, de computador e de e-mail, além de violar a Lei de Spam, de acordo com o Departamento de Justiça norte-americano.

A fraude ocorreu entre janeiro de 2004 e setembro de 2005, quando o grupo comprou ações baratas de empresas que não estavam muito bem financeiramente, informou o “Inquirer”. Em seguida, eles enviaram spams para milhares de pessoas, com supostas “dicas quentes”, estimulando a compra dessas ações e, conseqüentemente, elevando seu preço. Com as ações em alta, eles venderam todos os papeis que tinham em mãos, deixando os demais investidores com as ações superfaturadas.

"A sentença de hoje manda uma mensagem poderosa para os spammers, cujo objetivo é manipular transações financeiras e do mercado através de anúncios ilegais por e-mail", disse o procurador-geral adjunto Lanny Breuer.

"As pessoas que utilizam e-mails fraudulentos para elevar os preços das ações e colher lucros ilícitos serão punidos, e eles terão de enfrentar uma pena de prisão significativa", concluiu Breuer.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 181 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal