Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/11/2009 - Zero Hora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Rei do Spam pega quatro anos de cadeia e multa em golpe de US$ 2,7 milhões


Alan Ralsky, 63 anos, foi condenado a quatro anos de prisão e a pagar uma multa de US$ 250 mil em um golpe que lhe rendeu US$ 2,7 milhões por um esquema de fraudes na internet. Chamado de “Rei do Spam” e “Poderoso Chefão do Spam”, Ralsky se declarou culpado, em junho, de usar e-mails não solicitados para um golpe no mercado financeiro.

Ele, seu genro, e outros, usaram os e-mails para vender ações de companhias chinesas com uma valorização falsa. Eles compravam as ações por centavos, enviavam milhares de SPAMs incentivando a compra dos papéis das empresas e, quando as ações estavam em alta, vendiam.

O veredito foi celebrado pelas autoridades nos Estados Unidos. Para Terrence Berg, promotor que processou os criminosos, a sentença mostra que “crimes e golpes desta natureza podem resultar em muitos anos na prisão”.

Segundo a Wikipedia, desde 1996, quando teve sua licença para vender seguros caçada, Ralsky enviava seus SPAMS. A ficha corrida indica golpes e fraudes desde 1992, quando pegou 50 dias de cadeia por vender apólices de seguro não registradas nos Estados Unidos. Confira, abaixo, outros crimes que integram o “currículo” do Corleone do correio eletrônico.

• 7 de agosto de 1995: se declarou culpado de fraude bancária e pegou três anos de condicional;
• 14 de março de 1999: se declarou culpado de não apresentar-se ao agente da condicional;
• outubro de 2005: o FBI obteve um mandado de busca e apreensão para a casa de Ralsky, onde levou computadores e documentos;
• 3 de janeiro de 2008: Ralsky e outros foram acusados, após três anos de investigação, de golpe;
• 9 de janeiro de 2008: Ralsky se declara inocente das acusações, sem abrir a boca na primeira audiência diante do juiz;
• 22 de junho de 2009: Ralsky se declara culpado de cinco crimes, incluindo violação de um ato anti-span nos Estados Unidos. Ele concorda em colaborar no processo de outros spammers;
• 23 de novembro de 2009: é sentenciado a quatro anos de prisão e multa de US$ 250 mil.

E por que dar a ficha corrida do camarada aqui no Infosfera? Porque, infelizmente, muita gente ainda clica em SPAM, mantendo o “ganha (ou rouba) pão” de fraudadores profissionais. Antes de se interessar, portanto, nos e-mails indesejados, lembre-se que o seu clique até pode não resultar em dano imediato, mas alimenta uma prática que cedo ou tarde lesará a muitas pessoas.

Combinado então? O melhor jeito de combater os “reis do SPAM” é ignorá-los. As informações são do site Freep.com.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 172 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal