Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/11/2009 - O Diario do Norte do Paraná Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista tenta enganar prefeito de Maringá; Polícia Civil investiga o caso

Por: Roberto Silva


A Polícia Civil de Maringá tenta identificar e prender um homem que tentou aplicar um golpe no prefeito Silvio Barros (PP). As investigações vinham sendo mantidas em sigilo, mas vazou, nesta quarta-feira (25), para a imprensa local.

De acordo com a denúncia, comunicada pelo próprio prefeito à Polícia Federal (PF), o golpe teve início em março passado, depois de um homem ligar para o gabinete do prefeito e se identificar como sendo o ministro das Cidades, Márcio Fortes de Almeida.

Como o prefeito não estava, o homem solicitou que o prefeito retornasse a ligação através do número (66) 8129-9269 (Mato Grosso). Informado do telefonema, o prefeito ligou para o número fornecido e foi atendido pelo mesmo homem, que confirmou ser o ministro Márcio Fortes

Apesar de estranhar a voz, o prefeito deu prosseguimento à conversa e foi informado de que uma amiga do ministro, identificada apenas como Ana Carolina, passava por dificuldades financeiras e estaria precisando de R$ 20 mil em dinheiro.

Além da polpuda ajuda, o homem disse que um irmão de Ana Carolina também estava promovendo uma rifa para angariar fundos e pediu para que o prefeito também contribuísse, depositando as quantias em uma conta do Bradesco em nome do suposto irmão de Ana, identificado como Roberto Ferreira de Oliveira.

Suspeitando da ligação, Silvio Barros ligou logo em seguida para o ministro e descobriu tratar-se de um golpe. A pedido do ministro, o prefeito levou o caso ao conhecimento da Polícia Federal, que instaurou inquérito seguido do pedido de quebra de sigilos dos dados repassados pelo golpista.

Posteriormente o caso foi repassado para a Polícia Civil, que encaminhou o inquérito à Delegacia de Estelionato. No entanto, até esta quarta-feira as investigações não haviam prosperado. Sabe-se apenas que o Roberto Ferreira de Oliveira, cuja conta receberia os depósitos, seria residente em Cuiabá (MT).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 205 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal