Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/11/2009 - Abril / Reuters Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Crackers estão lucrando com a gripe H1N1


LONDRES - Gangues de criminosos estão faturando milhões de dólares com a gripe H1N1, vendendo remédios falsos contra o vírus na internet.

A Sophos, uma empresa de software de segurança britânica, informou que interceptou centenas de milhões de anúncios de medicamentos contra gripe neste ano, muitos dos quais oferecendo falsificações de Tamiflu para consumidores preocupados com a pandemia.

O Tamiflu, um antiviral comercializado pela suíça Roche Holding e conhecido genericamente como oseltamivir, é o principal remédio recomendado pela Organização Mundial da Saúde para combater os sintomas da gripe H1N1. A GlaxoSmithKline produz outra medicação para a gripe que se chama Relenza.

A Sophos explicou que muitas gangues responsáveis pelos sites estavam baseadas na Rússia e os cinco países que mais compraram Tamiflu e remédios similares foram os EUA, a Alemanha, o Reino Unido, o Canadá e a França.

O porta-voz da Sophos, Graham Cluley, disse que "uma preocupante tendência" relacionada com o Tamiflu chegou a ser identificada no Reino Unido - região europeia mais afetada pelo vírus H1N1 até agora.

"Conforme aumentam os casos de gripe suína, é fundamental que resistamos à tentação de comprar qualquer medicamento para a doença na internet", ele alerta.

"As gangues de criminosos responsáveis por esses esquemas estão colocando a saúde, os dados pessoais e números de cartão de crédito dos consumidores em risco", enfatizou.

A Sophos também informou que as gangues estavam operando sites de medicina com a marca "Farmácia Canadense", por exemplo, para parecerem genuínos.

De acordo com a pesquisa, uma rede chamada Glavmed que tem operações fora da Rússia pode ter faturado 16 mil dólares por dia fazendo publicidade para sites desse tipo.

"Mas os criminosos podem ser membros de mais de uma rede e alguns podem ter lucrado mais de 100 mil dólares diários", afirma a Sophos no relatório.

A pandemia do vírus H1N1 atingiu 206 países desde que ele foi descoberto em março. Mais de 6 mil pessoas morreram por causa da gripe, principalmente nas Américas, de acordo com o último relatório da Organização Mundial da Saúde.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 173 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal