Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

15/11/2009 - Gazeta de Alagoas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende 2 irmãos com notas falsas no Francês

Por: Janaína Ribeiro e Dulce Melo

Crime é previsto no Código Penal, cuja pena pode chegar a até 12 anos de prisão.

Policiais da Radiopatrulha e o 8º Batalhão prenderam, no final da manhã deste domingo (15), os irmãos Cristóvão Silva de Lima e Cassiano Silva de Lima. Eles são acusados de tentar abastecer um carro com dinheiro falso.

De acordo com o tenente Melo, da RP, os dois abasteceram o veículo em que estavam, um Fiesta de cor vermelha, na noite deste sábado, no posto 3 Irmãos, localizado na Praia do Francês, com cédulas falsas. "Essa ocorrência foi na noite de ontem. E hoje, quando estávamos fazendo as rondas de rotina, fomos abordados por um dos frentistas, que explicou que dois irmãos haviam comprado combustível com dinheiro falsificado e que sabia onde eles moravam. Fomos até a residência dos jovens, que foram reconhecidos e levamos a dupla para a Polícia Federal", explicou o oficial.

O delegado federal, Gustavo Gatto, que ouviu os acusados, explicou que os irmãos alegaram desconhecer que o dinheiro não era legal. "Eles confirmaram que estiveram no posto e abasteceram o valor de R$ 50,00. Mas, disseram desconhecer que a cédula é falsa. Nós vamos investigar o caso para saber quem é o responsável por ter colocado moeda falsa em circulação e, assim, fazer o indiciamento necessário", explicou a autoridade policial.

Cristóvão Silva de Lima e Cassiano Silva de Lima não devem ficar presos porque não houve flagrante.

Crime é previsto no Código Penal

Falsificar, fabricar ou alterar moeda metálica ou papel moeda de curso legal no país ou no estrangeiro é crime previsto no artigo 289 do Código Penal. A pena varia de três a 12 anos de prisão e multa. Estará sujeito à mesma pena quem importar ou exportar, adquirir, vender, trocar, ceder, emprestar, guardar ou introduzir na circulação moeda falsa.

Mesmo tendo recebido de boa fé, também comete crime, com pena prevista de seis meses a dois anos e multa, quem a recebe e a mantém em circulação, repassando a outros.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 269 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal