Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/11/2009 - Aqui Acontece Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe do telão continua a ser aplicado em cidades brasileiras


Mente criativa, poder de persuasão, ousadia. Habilidades que poderiam colocar qualquer pessoa em destaque no mundo profissional eram canalizadas para o crime por um natalense, ex-universitário do curso de Administração. Jaílson Sotero Leite, de 41 anos, usava toda a sua capacidade de se relacionar e inspirar confiança para aplicar golpes em empresas que alugavam aparelhos de DVD e projetores. Nos últimos oito meses, o homem conseguiu enganar empresários em oito estados, espalhados por três regiões do País. Foram, no mínimo, 17 cidades em que ele e seus ajudantes obtiveram sucesso em realizar furtos a eletrodomésticos cujos valores oscilam entre R$ 1,9 e R$ 5,5 mil. Sem usar armas ou agir na surdina. O crime apoiado na palavra. A vida de golpista do grupo, no entanto, acabou nos últimos dias. Agentes da Delegacia de Repressão ao Roubo e Furto prenderam Jaílson e os dois comparsas, Francisco Everaldo dos Santos, de 20 anos, e Emerson Medeiros, de 22.

A sinceridade do comerciante Jailson Sotero Leite, 44 anos, surpreende: "eu aluguei o notebook e o datashow para roubar", admite. Ele foi detido na Avenida Senador Salgado Filho, próximo a um hotel em Lagoa Nova, depois Jailson Leite, de 44 anos, admitiu ter vendido notebook e datashow locados Foto: Carlos Santos/DN/D.A Press que uma vítima o reconheceu, por volta das 9h30 de ontem. Porém, apesar de pelo menos duas vítimas terem identificado o acusado, ele responderá pelos crimes em liberdade.Segundo à polícia, o acusado sempre dizia que faria o cheque de caução e o pagamento da locação "depois", para se aproveitar da boa fé dos locatários.

O comerciante Marcos Bezerra, que foi vítima do golpe em dezembro do ano passado, explica que tinha locado o equipamento de multimídia à Jailson Sotero. O acusado utilizaria os aparelhos em uma apresentação. "Mas ele deixou o pessoal aguardando, dizendo que iria almoçar, e desapareceu". Jailson admite ter realmente roubado o notebook e o datashow de Marcos Bezerra e depois vendeu no bairro da Cidade Alta a um receptador.

No final de outubro, quando um amigo de Marcos Bezerra foi contactado pelo acusado para uma nova locação, o comerciante resolveu averiguar. "Esse amigo estava sem equipamento e me ligou. Então fui atrás de saber se era o mesmo que tinha me roubado". Ao chegar ao local combinado para a entrega, Marcos Bezerra reconheceu Jailson Sotero de imediato. O acusado ainda tentou escapar, mas foi perseguido e detido. A polícia foi acionada e o levou para a 5ª delegacia de Polícia em Lagoa Nova.

Outras vítimas

Outra suposta vítima, o comerciante Assis Cândido, também compareceu à DP e reconheceu o acusado. Segundo ele, Jailson Sotero também alugou um equipamento em dezembro e fez o mesmo que com a outra vítima. O acusado, porém, nega esse crime. "Se eu tivesse roubado o dele, eu contaria". Por não haver flagrante de crime ontem, Jailson Sotero foi encaminhado para a 1ª DP de Parnamirim e a 15ª DP em Ponta Negra, locais onde ficam as empresas das vítimas. Ele foi indiciado no crime de furto e responderá às acusações em liberdade.

Em Alagoas o criminoso aplicou golpes nas cidades de Penedo e Palmeira dos Indios, quando alugou equipamentos de som e projeção e desapareceu das cidades, levando consigo os equipamentos e deixando os empresários com o prejuízo. Em Penedo o golpista alugou telão e data-show do empresário Lucas Lobo da Inforgraph, sumindo após o evento que havia programado na cidade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 383 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal