Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/11/2009 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação Lei Seca estuda estratégia para impedir fraude de twitteiros


RIO - A Operação Lei Seca quer ser mais eficaz para impedir os abusos cometidos por jovens. As blitzes poderão ganhar agilidade e surpreender os motoristas, sobretudo os que usam o Twitter para fugir da fiscalização. Além do atual modelo, que mobiliza grande contingente de pessoas e exibe um grande balão inflável iluminado, o coordenador da Lei Seca e subsecretário estadual de Governo, Carlos Alberto Lopes, estuda a possibilidade de montar operações com equipes menores. As blitzes complementares seriam montadas e desmontadas rapidamente.

A Lei Seca conseguiu reduzir em mais de 20% a quantidade de vítimas de acidentes nos últimos meses. Porém, a série de reportagens do GLOBO Jovens em Risco mostrou no último domingo que o número de mortos, com idade entre 15 e 29 anos, subiu 26% entre janeiro e agosto deste ano em comparação com o mesmo período em 2008, de acordo com o Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde do Ministério da Saúde.

- Usar o Twitter para avisar os locais das blitzes é um desserviço. Estudamos a criação de blitzes menores para surpreender quem tenta fugir das operações. A operação tem apenas sete meses e vai passar por melhorias. Estamos recebendo sugestões e analisando cada uma delas - disse Carlos Alberto Lopes.

A Operação Lei Seca também levará em consideração os dados levantados pelos bombeiros, também noticiados pelo GLOBO, que indicam principais vias e horários das batidas envolvendo jovens. Por exemplo, 69% dos acidentes na madrugada acontecem no final de semana. Sábado é o dia em que há mais batidas em todas as faixas de horário.

- Parte fundamental da Operação é a conscientização. Cadeirantes vão a bares conversar com jovens sobre as consequências dos acidentes. Mas não adianta só isso. É preciso ter medo da punição - diz Lopes.

Bullying é uma das causas da evasão escolar
Além do trânsito, os demais temas explorados pela série (riscos na internet, doenças sexualmente transmissíveis, drogas e perigos em galeras, como brigas ou bullying) podem ser aproveitados para gerar debates nas escolas. O Colégio Notre Dame, em Ipanema, por exemplo, vai trabalhar o assunto na semana que vem. De acordo com a secretária municipal de Educação, Claudia Costin, o bullying é uma das causas da evasão escolar. A rede municipal pretende ampliar as iniciativas de prevenção ao problema que já são tomadas em algumas das suas unidades:

- Uma pessoa que sofreu bullying pode dar respostas terríveis. Boa parte dos assassinatos em massa nos Estados Unidos tem a ver com o problema. As pessoas acabam se voltando não apenas contra quem provocou o bullying, mas contra o mundo. É um problema que pode se tornar extremamente perigoso. Não é uma questão menor na escola - conclui a secretária Cláudia Costin.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 234 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal