Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/11/2009 - Correio do Povo de Alagoas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF desmonta seis quadrilhas de cambistas que movimentaram R$ 5 milhões no RS


A Polícia Federal do Rio Grande do Sul prendeu nesta quarta-feira (04) 19 pessoas suspeitas de integrar seis quadrilhas de cambistas que atuavam de forma ilegal no sistema financeiro. As quadrilhas realizavam operações nos municípios de Porto Xavier, Porto Mauá, São Borja e Itaqui, todos localizados na fronteira com a Argentina.

A movimentação ilegal dos grupos, segundo a PF, chegou a R$ 5 milhões. Segundo o delegado Mário Luis Oliveira dos Santos, chefe da operação Costeira, as quadrilhas são suspeitas de praticar operações ilegais de câmbio e de remessa e evasão clandestina de divisas.

As investigações estavam sendo realizadas há seis meses. Há suspeita de que as quadrilhas operassem para empresas brasileiras e estrangeiras. "As casas de câmbio atuavam de forma ilegal com cambistas uruguaios e argentinos", descreveu o delegado.

No total, 23 equipes da PF foram deslocadas para a região para o cumprimento de mandados de busca e de prisão. Participaram da operação 123 policiais federais, além de 16 técnicos da Receita Federal e 12 policiais militares como apoio. Não houve resistência por parte dos detidos.

Segundo o delegado, os cambistas que atuavam no mercado paralelo se aproveitavam da condição de fronteira das cidades onde atuavam. "Há muita atividade de importação e exportação. E muitas pessoas comuns pagavam contas no exterior utilizando os doleiros", disse Santos.

Empresas de comércio exterior que atuam na região também estão na mira da PF. "Muitas delas tinham contrato de fechamento de câmbio com os cambistas", revelou. A Polícia Federal vai identificar os clientes para comprovar a atividade dos cambistas.

Os policiais recolheram documentos das atividades e moeda estrangeira. Até as 11h, foram contabilizados R$ 500 mil em cédulas. Outros R$ 610 mil já haviam sido apreendidos durante as investigações, quando integrantes das quadrilhas foram surpreendidos transportando valores entre as casas de câmbio ilegais. Os suspeitos, segundo Santos, deverão responder por crimes financeiros, formação de quadrilha, ocultação de bens e lavagem de dinheiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 211 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal