Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/11/2009 - ComputerWorld Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Associação acusa Telefônica de fraudar balanço

Por: Rodrigo Caetano

Em carta enviada à SEC, Associação dos Engenheiros de Telecomunicações aponta indícios de números irreais para investimentos na rede da operadora.

A Associação dos Engeheiros de Telecomunicações (AET) acusa a Telefônica de fraudar balanços, especificamente em relação a investimentos feitos na rede da operadora. Em carta enviada à SEC (Securities and Exchange Commission), órgão que regulamenta o mercado de capitais nos Estados Unidos, o presidente da AET, Ruy Bottesi, afirma que a empresa não realizou uma série de investimentos declarados.

Em nota oficial comentando reportagem sobre a acusação, publicada nesta terça-feira (3/11) na Folha de São Paulo, a operadora afirma não ter recebido qualquer solicitação por parte da SEC a respeito de qualquer investigação, e reitera todas as informações tornadas públicas em seus documentos oficiais com relação ao seu programa de investimentos.

Bottesi sustenta sua acusação dizendo que a AET contatou a maioria dos fornecedores de equipamentos para telecomunicações que atuam no Brasil, questionando contratos com a Telefônica, recebendo negativas em todos os casos. Entre as empresas consultadas estão Ericsson, Huawey, Motorola, Siemens, Lucent-Alcatel, Nortel, Nokia e Cisco.

A associação também analisou números indicados no balanço da operadora, encontrando algumas inconsistências. Bottesi questiona sobretudo os investimentos de 270 milhões de dólares em serviços de tecnologia da informação (TI). “Serviços de TI não podem ser classificados como investimentos, e sim como despesas operacionais”, diz a carta enviada à SEC. Em comparação a outros grandes contratos fechados no mercado, como o da EDS com a operadora australiana Telstra, de 150 milhões de dólares, os dados parecem fabricados, diz a AET.

No ano passado, a Telefônica declarou em seu balanço ter investido 2,342 bilhões de reais. Em 2007, a empresa conseguiu, junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social, um empréstimo de 2 bilhões de reais, dinheiro que seria usado para ampliação de sua rede em 2008. Segundo a empresa, as demonstrações financeiras divulgadas trimestralmente mostram investimentos crescentes ao longo dos últimos três anos. Em 2007, os investimentos totalizaram 1,99 bilhão de reais e, em 2006, 1,72 bilhão de reais.

Segundo o consultor de telecomunicações Virgílio Freire, ex-presidente da Lucent e ex-diretor da Nortel, são fortes os indícios de fraude no balanço. “Não existem cláusulas de sigilo nesse tipo de contrato, não teria motivo para os fornecedores não divulgarem”, afirma. Na opinião de Freire, os números informados pela Telefônica Brasil no balanço ajudam a aumentar os lucros e as remessas de dinheiro para sua controladora, a Telefonica da Espanha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 198 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal