Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/10/2009 - Jornal Nova Fronteira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha é presa após repassar notas falsas em Luís Eduardo Magalhães

Por: Heloíse Steffens


Uma operação conjunta entre a 5ª Companhia de Polícia Militar e a Delegacia de Polícia Civil de Luís Eduardo Magalhães prendeu nesta última terça-feira (27), uma quadrilha que estava repassando notas de dinheiro falsas em comércios do município. Com a ação, policiais prenderam quatro indivíduos e uma quinta pessoa está sendo investigada para averiguar participação e envolvimento com a quadrilha.

A primeira prisão aconteceu por volta das 12h15, nas dependências do restaurante do Posto Porto Brasil, no centro da cidade. Anderson Lino Pereira (27) foi preso em flagrante delito no momento em que tentava repassar naquele comércio uma nota falsa no valor de R$ 50,00. Após uma abordagem minuciosa, mais 13 notas de R$ 50,00 foram encontradas dentro do sapato do indivíduo, totalizando a quantia de R$ 650,00 em notas aparentemente falsas, além da quantia de R$ 185 que estava dentro de sua carteira pessoal.

Pouco tempo mais tarde, por volta das 16h, aconteceu a segunda prisão do dia. Lusangelo Magalhães Brito (24) foi preso após ter adquirido a quantia de R$ 1.500,00 em cédulas falsas no valor de R$ 50,00. A prisão dele levou à pessoa de nome Denílson Deodato da Silva (25) que também foi preso logo em sequência à diligência. Denílson teria sido a pessoa responsável por repassar a quantia em dinheiro para o primeiro indivíduo conduzido (Anderson Lino Pereira) à delegacia de polícia.

Já no bairro Mimoso I, policiais chegaram por volta das 18h a uma lan house na Rua São Francisco onde encontraram o indivíduo Regis Dias da Silva (35). Ele foi apontado por Denílson Deodato da Silva como a pessoa que teria lhe passado a quantia de R$ 1.500,00. Em poder dele, policiais encontraram ainda a quantia de R$ 1.099,00, além de cédulas aparentemente verdadeiras que totalizavam R$ 332,00, encontradas no interior do seu carro e, a quantia de R$ 100,00, esta por sua vez de notas falsas.

Também em poder dele, policiais avistaram um caderno que continha em seu interior uma folha de cheque com o nome de uma quinta pessoa que, neste momento, está sendo investigada a fim de averiguar a sua participação e envolvimento no crime. Conforme exposto no endereço eletrônico do Banco Central, a falsificação é crime previsto pelo artigo 289 do Código Penal, com pena prevista de 3 a 12 anos de prisão.

Por isso, quem tentar colocar uma cédula falsa em circulação depois de tomar conhecimento de sua falsidade, mesmo que a tenha recebido de boa fé, pode ser condenado a uma pena de 6 meses a 2 anos de detenção.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 228 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal