Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/02/2007 - Jornal de Piracicaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dinheiro é recuperado


A Polícia Civil conseguiu recuperar, nesta semana, dois depósitos efetuados pelas vítimas dos golpistas em Piracicaba. Em ambos os casos, o delegado Emerson Gardenal, do 1º Distrito Policial, conseguiu acionar a Justiça e as agências bancárias para impedir que as transações fossem efetuadas. Em uma ocorrência, o depósito bancário foi rasgado a mando do criminoso, dificultando o ressarcimento do dinheiro.

Os três golpes foram registrados no fim de semana passado. O primeiro no dia 2, às 9h30. Na ocasião, uma enfermeira recebeu telefonema a cobrar em seu celular e, ao atender, ouviu a voz de uma mulher que dizia: “Mãe, por favor, não deixem me matar... não deixem me matar”. Um homem assumiu a conversa e, após perguntar o nome da vítima, pediu o número de seu telefone residencial para que conversassem. O criminoso voltou a ligar e pediu R$ 50 mil de resgate. Como não possuía esse valor, o golpista disse para ela sacar dinheiro, conseguindo R$ 2.000 e dizendo para a quantia ser depositada em uma determinada conta corrente, pois a suposta quadrilha havia seqüestrado a pessoa errada, sendo que a vítima percebeu posteriormente que se tratava de um golpe.
A segunda ocorrência ocorreu no dia seguinte, às 8h30. Nela, a vítima foi a mulher de um engenheiro, que atendeu ligação a cobrar a sua residência. Após ouvir pedidos de socorro, ela pensou que se tratava da filha, com um homem assumindo a ligação e dizendo que estava com a filha dela, cujo nome foi mencionado. O criminoso pediu o telefone celular da mulher e ligou, exigindo dinheiro, sendo depositados R$ 1.000. Em seguida, mandou o comprovante ser rasgado próximo ao telefone para ouvirem, que fossem adquiridos R$ 500 em cartões de recarga de celular e que levassem R$ 5.000 para São Paulo para que a filha do casal, pega por engano, fosse libertada. O golpe foi percebido quando o filho da mulher conseguiu contato com a irmã, que estava bem.
Em outro caso, uma empregada doméstica recebeu telefonema em que um homem, chorando, se passava por filho dela e dizia que havia sido seqüestrado por membros de facção criminosa, sendo exigido um depósito de R$ 3.000 que foi efetuado e a compra de R$ 300 em cartões. Ela também havia passado o celular do filho, que recebeu ligação dos golpistas e que alegaram que algo havia ocorrido com os pais da namorada dele, o obrigando a ir verificar a situação. Ele acionou a Polícia Militar e soube que a mãe havia sido vítima de uma extorsão.

INVESTIGAÇÕES –– O diretor do Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior), delegado Kleber Altale, afirmou que os golpistas utilizam, na maioria dos casos, agências bancárias da Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, e que a Polícia Civil tem investigado as ocorrências. “Buscamos identificar celulares usados e os donos das contas correntes, mas a dificuldade é que são usados documentos falsos.” Para o delegado seccional de Limeira, Aparecido Capelo, seria preciso uma maior exigência das operadoras telefônicas e das agências bancárias para evitar esse tipo de fraude.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 386 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal