Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/10/2009 - JB Online / Terra Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos 58 acusados de fraude de R$ 50 mi no INSS do Pará


BELÉM - A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira 58 pessoas acusadas de participarem de um esquema de fraude contra o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) no Pará. Eles formaram uma quadrilha que pode ter fraudado, segundo o INSS, dois mil benefícios previdenciários, com prejuízo de quase R$ 50 milhões.

Entre os presos estão servidores públicos, falsários, corretores de financeiras e pessoas que participavam do esquema fazendo retiradas de aposentadorias falsas. Todos estão com prisão preventiva decretada e podem ficar presos por tempo indeterminado.

De acordo com o Ministério Público Federal, responsável pelas investigações, a quadrilha fraudava principalmente os benefícios de prestação continuada ao idoso, auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. Eles também atuavam realizando empréstimos consignados ilegais em benefícios regulares, tirando dinheiro de beneficiários verdadeiros da Previdência.

A quadrilha funcionava em núcleos, cada um com função definida dentro do esquema. Alguns integrantes convenciam pessoas a dar entrada em requerimentos de benefícios com documentos falsos. Os 21 intermediários também pagavam propina a servidores do INSS que aceitavam fazer as operações e garantiam os benefícios forjados.

Outros integrantes falsificavam documentos para que os pedidos de aposentadoria pudessem ser requeridos. O bando ainda era formado por cerca de 10 funcionários de empresas financeiras, que realizavam empréstimos consignados aos benefícios fraudados e por outros membros que eram resposáveis pelos saques.

De acordo com o MPF, as prisões foram necessárias para garantir que a União não continuasse a ser lesada pela fraude. Eles poderão ser denunciados à Justiça Federal por nove crimes diferentes. São suspeitos de praticar corrupção ativa e passiva, peculato, estelionato, formação de quadrilha, falsidade material, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 173 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal