Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/10/2009 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Patrulheiro da PRF é de novo preso por participar de esquema


A Polícia Federal prendeu ontem o patrulheiro da Polícia Rodoviária Federal Luiz Antônio França Escobar, que responde à Justiça por supostamente ter participado de um esquema criminoso de exploração e transporte de madeira, desbaratado na Operação Termes, em abril de 2008. A atividade ilegal envolvia, além de policiais, madeireiros, empresários e funcionários públicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), que agiam no norte de Mato Grosso.

Segundo a Polícia Federal à época, as acusações seriam de formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva e exploração de privilégio.

Escobar já havia sido preso quando deflagrada a operação. Foi novamente encarcerado ontem por motivos decorrentes da fase de instrução do processo junto à Justiça Federal. O policial é acusado de coação, crime previsto no artigo 344 do Código Penal, cuja pena é de um a quatro anos de reclusão e multa.

Além de Escobar, outros três policiais também foram presos em abril de 2008. São eles Marco Antonio Farias, Aluízio Costa e Rodolfo de Queiroz Moura, este último, policial federal.

Os quatro servidores públicos teriam também envolvimento com o assassinato de Rodolfo da Silva, de 23 anos, ocorrido em março daquele ano, no bairro Centro América. Contra Costa e Moura pesava somente a acusação de envolvimento no homicídio, indicada a partir de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça. Já Escobar era investigado por suspeita de mando do crime.

Participaram da operação 250 policiais federais e 20 da Força Nacional, nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, São Félix do Araguaia, Comodoro, Cáceres, Porto Esperidião, Sinop, Colíder, Porto

dos Gaúchos, Marcelândia, Cláudia, Alta Floresta, Paranaíta e Aripuanã. Ao todo, foram expedidos 67 mandados de prisão durante a operação. (Com assessoria)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 232 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal