Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/10/2009 - O Diario do Norte do Paraná Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Homem tenta aplicar conto do bilhete e é preso pela Polícia Militar em Maringá

Por: Roberto Silva


O desempregado Jorge Augusto Fagundes, 23 anos, residente em Ibiporã – região metropolitana de Londrina – foi preso no início da tarde desta sexta-feira (23), em Maringá, por suspeita de envolvimento em tentativa de estelionato.

De acordo com a Polícia Militar, Fagundes teria abordado uma aposentada de 77 anos de idade, residente no Conjunto Record – zona norte da cidade – e pedido ajuda para receber um bilhete premiado da megasena.

Para dar veracidade na história, dois comparsas de Fagundes – que se passavam por professores - entraram na conversa e confirmaram que o bilhete estava premiado. Fagundes, então, ofereceu R$ 50 mil de recompensa a quem o ajudasse.

Dando continuidade à trama, Fagundes pediu para que seus comparsas e a aposentada deixassem uma quantia em dinheiro como garantia. O casal exibiu uma sacola contendo papéis cortados e envoltos em cédulas de real e dólares.

Confiante de que receberia sua parte na recompensa, a aposentada aceitou entregar R$ 900 que tinha guardado na poupança. Uma moradora do bairro suspeitou da movimentação e avisou uma sobrinha da aposentada, que acionou a Polícia Militar.

Fagundes foi preso no interior de uma agência do Banco do Brasil, na Praça Gomes Carneiro, Zona 7, no momento em que aguardava a aposentada sacar o dinheiro na boca do caixa.

Informada de que tudo não passava de um golpe, a aposentada contou que Fagundes a havia orientado a apresentá-lo como sobrinho caso algum funcionário do banco suspeitasse do saque.

Ao perceber a chegada dos policiais, o casal de golpistas, que aguardava do lado de fora da agência, conseguiu fugir e até o final da tarde não havia sido identificado.

Levado à 9ª Subdivisão Policial (SDP), Fagundes negou envolvimento na tentativa de golpe e disse que sequer conhecia a aposentada. “Eu estava a 10 metros de distância dela quando recebi voz de prisão”, disse ele.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 228 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal