Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/10/2009 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia de Jaú prende homem acusado de golpes em lojas

Por: Lilian Grasiela


Itapuí - A Polícia Civil de Jaú (47 quilômetros de Bauru) prendeu anteontem um homem acusado de praticar golpes em pelo menos quatro estabelecimentos da região que vendiam materiais de construção. Segundo a polícia, o prejuízo de cada uma das vítimas pode variar de R$ 7 mil a R$ 10 mil. Os trabalhos de investigação continuam para identificar outras pessoas envolvidas e descobrir eventuais receptadores.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jaú, Edmilson Bataier, Antônio da Silva, 39 anos, morador de Itapuí, telefonava para lojas de material de construção se passando por empresários conhecidos na cidade, dizia que iria iniciar uma obra e encomendava diversos produtos como tijolos, cimento e materiais de acabamento e madeiramento, e pedia que eles fossem descarregados em um determinado terreno.

Diante da confirmação da entrega, explica o delegado, o golpista informava que passaria no estabelecimento no final da tarde para efetuar o pagamento. “Ele dizia que havia adquirido um lote em determinado local, citando sempre uma casa como referência”, conta. “As empresas mandavam o material. Logo na seqüência, um outro caminhão passava e levava esse material para locais desconhecidos ou entregava para receptadores”.

O titular da DIG revela que o golpe só era descoberto quando o vendedor ou dono da loja entrava em contato com o suposto comprador para cobrar o valor dos materiais entregues e era informado por ele de que não havia sido solicitada nenhuma encomenda de sua parte. “Só então o comerciante tomava conhecimento de que havia negociado com um impostor”, relata.

O delegado confirma a ocorrência de golpes nas cidades de Jaú, Barra Bonita, Itapuí e Boracéia. Três desses casos foram registrados somente anteontem. Bataier explica que a polícia conseguiu chegar até o acusado após investigações apontarem que o golpista seria um morador de Itapuí. Policiais civis de Jaú viajaram até a cidade vizinha, abordaram Antônio, apreenderam seus aparelhos celulares e o levaram à DIG para prestar depoimento.

“Ao checar as ligações que ele havia feito naquele dia, constantes do aparelho, uma delas era para uma loja de materiais de construção de Boracéia”, revela. Em contato com o proprietário do estabelecimento, ele confirmou que havia recebido uma encomenda de materiais de construção, por telefone, do filho da proprietária de um abatedouro de Itapuí.

A polícia, então, telefonou para a mulher que supostamente teria feito o pedido e descobriu que ela não sabia de nada. “Essa loja de Boracéia já estava indo entregar o produto”, revela o delegado, informando que a Polícia Civil conseguiu interceptar a carga antes que ela chegasse ao seu destino, um lote localizado em Itapuí. Diante das evidências, Antônio foi preso em flagrante pelo crime de estelionato, com pena que varia de um a cinco anos de reclusão, e conduzido à Cadeia Pública de Barra Bonita.

O titular da DIG ressalta que os trabalhos de investigação da Polícia Civil continuam. Uma loja de material de construção de Jaú, que comprou tijolos desviados de uma cerâmica de Barra Bonita alegando desconhecer a origem do material também está sendo investigada por receptação. O delegado orienta os proprietários de lojas a retornarem a ligação para seus clientes após receberem uma encomenda por telefone para confirmar o pedido e evitar golpes.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 215 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal