Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/10/2009 - Notícias de Aveiro Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Guias de condução falsas: Empresário e motorista detidos

Dois detidos e três pessoas identificadas foi o resultado de uma operação levada a cabo na região de Aveiro para desmantelar o que se presume ser uma rede que falsificava e vendia guias de condução.

O documento em causa, normalmente emitido a quem tenha sido aprovado no exame de condução, até receber a carta definitiva, era comprado “a valores exorbitantes” (50 a 300 euros), por não habilitados que, dessa forma, conseguiam iludir as autoridades policiais.

Um dos detidos, e ao que tudo indica o cabecilha, de 63 anos, é proprietário de uma escola de condução em S. Roque, Oliveira de Azeméis onde foi apreendida documentação diversa, entre formulários e um carimbo falso do Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMTT).

Foram apreendidas também microcâmaras e auriculares que seriam fornecidos a candidatos a exame de condução para conseguirem obter as respostas certas.
Uma carta, por esta via, custaria entre 1500 a dois mil euros.

O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Oliveira de Azeméis procedeu a vários mandados de busca emitidos pelo Ministério Público da Comarca local para obter provas dos crimes, inclusivamente na residência e num armazém do principal arguido.

Duas outras escolas de condução no concelho de Anadia, no sul do distrito de Aveiro, também foram alvo de buscas, por se suspeitar de estarem envolvidas na rede que poderia envolver também subornos em centros de exames.

Para já, as autoridades indiciaram apenas o empresário de Oliveira de Azeméis por crimes de corrupção, falsificação de documento e posse de arma ilegal que tinha na residência sem a documentação em dia, bem como as respectivas munições.

O alegado cabecilha da rede, que conduzia um carro com, tudo indica, o selo da inspecção obrigatória também falso, ficou detido no posto da GNR local devendo ser presente quinta-feira a interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.

Um outro indivíduo, de 45 anos, motorista de profissão, foi detido em flagrante a conduzir na posse de uma guia falsa, mas saiu em liberdade notificado para comparecer em tribunal.

A GNR conseguiu identificar e constituir arguidos mais três pessoas (uma mulher e dois homens), entre os 20 e os 39 anos, que terão adquirido documentação adulterada para conduzir.

A investigação, que foi iniciada com a apreensão de uma guia falsa numa fiscalização de trânsito, encontra-se em fase embrionária, procurando-se esclarecer se haverá indícios de associação criminosa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 232 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal