Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/10/2009 - Zero Hora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpistas recorrem ao medo e à ansiedade para espalhar falsos antivírus


Cibercriminosos estão apelando para o lado emocional em suas tentativas de espalhar softwares falsos de segurança. O Relatório Symantec sobre Softwares de Segurança Fraudulentos, que estudou as táticas dos golpistas nos 12 meses entre julho de 2008 e junho de 2009, revelam que as táticas estão cada vez mais persuasivas e assustadoras

O software de segurança falso, ou “scareware”, é um aplicativo que tenta se passar por legítimo, mas que na verdade instala códigos maliciosos, reduz a segurança geral do computador e expõe o usuário a diferentes ameaças da web.

Como os criminosos agem para se infiltrar?

Segundo a Symantec, eles geralmente colocam anúncios em websites que tentam amedrontar os usuários falando sobre ameaças de segurança supostamente existentes naquele computador. Esses anúncios normalmente incluem alegações falsas como “Se esse anúncio estiver piscando, seu computador pode estar em risco ou infectado”, pressionando o usuário a clicar em um link para fazer uma varredura no seu computador ou comprar o software a fim de remover a tal ameaça.

De acordo com o estudo, 93% das instalações de software dos 50 principais programas de segurança falsos foram baixadas com conhecimento do usuário. Até junho de 2009, a Symantec detectou mais de 250 diferentes programas falsos de segurança.

A valor de venda desses softwares falsos varia entre US$ 30 e US$ 100 para os usuários que resolvem adquiri-los. No entanto, o custo associado para recuperar uma identidade roubada pode seu muito maior.

Para enganar usuários, os criminosos procuram utilizar ambientes o mais amigáveis o possível. As estratégias utilizadas envolvem:

• anúncios em blogs, fóruns, sites de relacionamento social e sites para adultos legítimos
• projetam seus programas para que eles pareçam tão verdadeiros quanto possível
• são distribuídos em websites que parecem seguros
• sites de pagamento online legítimos também são utilizados

Para se proteger contra softwares de segurança falsos, a Symantec recomenda que tanto empresas como usuários domésticos utilizem a mais recente proteção contra riscos de segurança.

Os usuários devem investir e instalar apenas programas de segurança confiáveis e comprovados, de fabricantes com boa reputação, cujos produtos são vendidos em lojas físicas e virtuais conhecidas. Além disso, recomenda-se:

• Evitar seguir links desconhecidos que venham em emails
• Digitar manualmente o endereço de um website conhecido.
• Não visualizar, abrir ou executar anexos de fontes desconhecidas

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 190 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal