Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/10/2009 - Último Segundo / Agência Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Governo quer que avicultores combatam falsificação de GTA


Brasília, 15 - O Ministério da Agricultura pediu hoje de avicultores que colaborem para o fim da falsificação de Guias de Trânsito Animal (GTA) detectada pela Pasta. "Não podemos fazer de conta que a coisa não está acontecendo, porque está", afirmou o diretor do departamento de sanidade animal do Ministério, Jamil Gomes, a produtores associados da União Brasileira de Avicultura (UBA), que estiveram reunidos na sede do Ministério, em Brasília.

De acordo com o diretor, as falsificações detectadas pelo Ministério são encaminhadas à Polícia Federal, para que se tomem as medidas necessárias de punição ao crime. Ele não soube informar à Agência Estado, no entanto, qual o volume de documentos ilegais já de conhecimento do ministério, justificando que, muitas vezes, o procedimento é feito nos Estados em que o problema é detectado.

A maior incidência de fraude com GTA se verifica no caso de transporte de matrizes poedeiras que registram menor produtividade depois de certo tempo. A UBA recomenda aos seus cerca de 120 associados a extinção dos animais nos próprios estados, mas, muitas vezes, essas galinhas são encaminhadas a outras localidades, principalmente Norte e Nordeste, onde há demanda pelo produto.

Para o presidente da UBA, Ariel Antônio Mendes, o controle da emissão de GTA é complicado. "Enquanto o setor tiver facilidades, ele vai usar", admitiu. Para ele, o ideal é que a presença do Estado na fiscalização fosse mais contundente. "Concordo plenamente. Está faltando fiscalização", disse o diretor.

Para o chefe de coordenação geral de programas especiais do Departamento de inspeção de produtos de origem animal, Paulo Armendares, no entanto, a tarefa não cabe apenas ao governo. "É preciso ter amadurecimento do setor, não é preciso esperar o governo arrochar", considerou.

Gomes ressaltou a importância da participação do setor na luta contra o crime, alegando que os principais prejudicados seriam os que atuam conforme as regras. "Credibilidade não se compra na esquina, não se aluga, e dentro das associações se sabe quem é quem", argumentou. "Aliás, a UBA e a Abef (Associação dos Produtores e Exportadores de Frango) sabem muito mais sobre o assunto do que o ministério."

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 218 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal