Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/02/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe do falso seqüestro ganha mais 'truques' a cada dia


O golpe do falso seqüestro ganha mais detalhes e faz novas vítimas a cada dia. Pelo telefone, criminosos, que muitas vezes estão presos, afirmam que um parente da pessoa é mantido refém e exigem que a vítima faça depósitos bancários. Truques usados pelos falsos seqüestradores têm feito a mentira parecer verdade.

Uma ligação telefônica gravada por uma vítima serve como exemplo. Ela ouve que o pai foi seqüestrado. "Nós fomos fazer um assalto aqui nas redondezas. Tivemos que apanhar como refém".

Para dar a impressão de que o seqüestro é de verdade, o criminoso, que está num presídio do Rio de Janeiro, simula uma conversa com o refém: "Calma que o senhor já vai falar com o seu filho. Leva ele lá para trás lá. Deixa amarrado no carro. Se o senhor começar a 'apurrinhar' minhas idéias aqui vai ser pior".

Outro preso exige dinheiro: "Eu vou desligar o telefone agora, cancelar as negociações e executar seu pai. Quero saber se você vai vir ao nosso encontro com o dinheiro ou não vai? Entra no carro agora, comigo na linha e vamos para o banco".

O filho depositou dinheiro para a quadrilha. Só depois descobriu que o pai não havia sido seqüestrado.

Segundo a polícia, vítimas afirmam que antes de terem caído no golpe receberam ligações de pessoas que diziam ser funcionários de empresas públicas. Em seguida, fazem diversas perguntas com o argumento de atualizar informações: pedem o endereço, a marca do carro, dados bancários e nomes de parentes. As respostas municiam os criminosos de detalhes que acabam convencendo as vítimas.

Em outro caso, de telefones públicos, criminosos ligaram, ao mesmo tempo, para um homem e para a mãe dele. "Eles sabiam que minha mãe tinha dólares", disse o filho.

Sem poder falar com o filho, a mulher pagou o que os bandidos exigiam. "Ela simplesmente começou a chorar porque percebeu que caiu num golpe", contou.

Mensagens na internet alertam sobre a tentativa de extorsão e relatam que é comum a vítima receber uma ligação de alguém dizendo que o celular foi clonado e que o aparelho deve ser desligado por uma hora _tempo suficiente para aplicar o golpe em algum parente.

Os criminosos também têm simulado vozes do falso refém para garantir o sucesso do golpe. O psiquiatra Eduardo Ferreira Santos, especialista em vítimas de seqüestro, conta que um paciente recebeu uma ligação de madrugada e chegou a acreditar que o filho, adolescente, havia sido seqüestrado.

"Ligaram cerca de 4h e uma voz de adolescente falando 'papai, papai, socorro'. Ele passou a madrugada inteira desesperado, porque ele estava certo que era a voz do filho dele que tinha ouvido", diz o psiquiatra.

Segundo a polícia, alguns cuidados podem evitar o golpe. "(É necessário) fazer algumas perguntas que comprovem se realmente esse ente querido está ou não com aquela pessoa. Quando o interlocutor, o criminoso, não permite que a vítima desligue o telefone, já é um indício de que é um estelionato", explica o diretor do Deic (departamento de investigações), Youssef Abou Chain.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 342 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal