Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/02/2007 - Veja Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Líderes da Renascer serão julgados nos EUA



O júri popular da Justiça Federal dos EUA formalizou o indiciamento dos fundadores da Igreja Renascer em Cristo, Estevam e Sonia Hernandes. Após essa decisão, o casal é réu em processo criminal por conspiração, contrabando de dinheiro e depoimento falso à polícia americana. A pena prevista para cada um dos crimes é de cinco anos. Estevam e Sonia foram presos no dia 8 de janeiro no aeroporto de Miami, quando tentavam entrar no país com 56.500 dólares, tendo declarado apenas 10.000 dólares. O dinheiro estava escondido em fundos falsos de malas, numa Bíblia e num porta-CDs.

O casal tem a primeira audiência com a Justiça nesta terça-feira, em Miami. Acordos da procuradoria e da defesa adiaram duas vezes a sessão preliminar, prevista inicialmente para 24 de janeiro. A presença de Estevam e Sonia perante o juiz é obrigatória. Os dois tiveram de entregar os passaportes ao governo norte-americano e estão atualmente em liberdade supervisionada na região de Miami.

Previsto na Constituição dos EUA, o júri popular ("grand jury", em inglês) é um mecanismo para tentar evitar abusos de poder da polícia e não processar suspeitos sem provas materiais. Vinte e cinco jurados se reúnem para decidir se há elementos que evidenciem o crime. O processo segue paralelamente ao pedido de extradição feito pelo Brasil.

Caso consigam comprovar que o dinheiro que levaram aos Estados Unidos têm origem lícita, o casal ficará em liberdade. Mesmo neste caso, seriam deportados para o Brasil e perderiam seus green cards. Os Hernandes correm o risco de não poderem mais entrar nos EUA nem como turistas, caso sejam considerados culpados. O julgamento dos fundadores da Renascer será marcado para um prazo de até 70 dias após a data da audiência.

No Brasil, a prisão do casal Hernandes foi decretada pela 1ª Vara Criminal de São Paulo a pedido do Ministério Público estadual. O casal responde processo por lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato. O caso corre em segredo de Justiça e um pedido de extradição foi entregue pelo Itamaraty à Justiça dos EUA.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 360 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal