Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/10/2009 - Mídia News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dona de clínica de estética acusada de aplicar golpes

Por: Antonielle Costa

Márcia Rodrigues usava documentos pessoais de clientes. Ela responde a quatro inquéritos.

A empresária Márcia Maria Rodrigues Bombassano, 43, proprietária do Centro de Estética Corpo e Imagem, responderá por mais um inquérito policial, após ter sido autuada por tentativa de estelionato.

O inquérito será instaurado pelo delegado Siderlei Nascimento, do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), do bairro Verdão. Márcia é suspeita de ter utilizado a carteira de habilitação de uma cliente para realizar um empréstimo e, consequentemente, a compra de um carro.

O delegado explicou que, em abril deste ano, a vítima (cujo nome é mantido em sigilo pela polícia) registrou um Boletim de Ocorrência (BO), relatando que havia extraviado sua carteira de motorista. Passado alguns meses, a vítima foi surpreendida com a ligação de um banco, que queria confirmar a realização do empréstimo.

A vítima informou que não havia solicitado o dinheiro e, após checar as informações, tomou conhecimento que a Márcia estaria usando seu nome indevidamente e registrou um novo BO, no último dia 5. Dessa forma, o crime não chegou a ser efetivado, e a empresária não foi autuada em flagrante.

A proprietária da clínica foi detida pela Polícia Civil, e a carteira de habilitação foi apreendida com ela. Nascimento informou que a vítima foi ouvida e novos depoimentos serão colhidos, para que a suspeita seja interrogada.

Segundo o delegado, Márcia já responde a três inquéritos por estelionato, que, assim que forem concluídos, serão encaminhados para o Ministério Público Estadual, para oferecimento de denúncia.

Outro lado

O advogado de defesa da empresária, Sebastião Ferreira Souza, afirmou que os inquéritos que sua cliente responde estão em fase inicial. Dessa forma, segundo ele, é cedo para emitir qualquer juízo de valor sobre o fato.

Além disso, ele destacou que, em apenas um dos procedimentos, sua cliente foi interrogada e que no momento oportuno ela irá se defender das acusações que lhe foram imputadas.

"O fato de minha cliente estar em liberdade presume-se sua inocência, pois, se fosse culpada, estaria presa por determinação judicial", observou o advogado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 282 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal