Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/09/2009 - Vooz Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe da lista telefônica: cuidado para não cair nessa cilada

Pequenos empresários, médicos e comerciantes de todo o país denunciam empresas que oferecem anúncios de graça em listas telefônicas impressas.

Tudo começa com uma ligação a pequenos empresários, comerciantes e profissionais liberais. Quem liga faz uma proposta tentadora: divulgar o nome da empresa gratuitamente numa lista telefônica.

Foi assim com seu Jorge Conto, dono de uma imobiliária em Fortaleza. “Eles dizem que é um novo cadastro e citam o nome da Anatel”, conta. Ele acreditou que o serviço sairia de graça e recebeu por fax um contrato já preenchido com os dados da imobiliária dele. Os negociadores pediram que Jorge devolvesse o papel assinado e carimbado; daí para frente, o serviço gratuito virou uma dívida de mais de R$ 3.500.

A lista telefônica impressa nunca aparece; as empresas ganham apenas anúncios numa página na Internet. As cobranças começam a ser feitas em telefonemas ameaçadores, pouco depois de as vitimas assinarem o documento enviado por fax. "Diariamente, eu recebo ligações de supostos cartórios de São Paulo e da empresa, exigindo que eu faça um depósito", reclama Jorge Conto.

Outro comerciante de Belo Horizonte deu queixa na polícia contra uma empresa que oferece anúncios e tenta cancelar o serviço por telefone. Veja a conversa que ele gravou:

– Ao invés de o senhor pagar 12 parcelas de R$ 198, que é o que o contrato está exigindo, a gente cancela este contrato cobrando só a multa contratual, que está no documento, que é de 40%. Agora, se o senhor ta me falando que quer procurar a polícia... é um direito também do senhor.

Antônio da Cruz, de Goiânia, diz que não assinou nada. “Essa história começou em 2006, quando eles entraram em contato comigo já dizendo que eu tinha uma duplicata em aberto com eles, da lista telefônica”, lembra. Ele pediu o cancelamento e pagou a multa, de mais de R$ 300. Em 2007, veio uma nova cobrança de quase R$ 400 e mais um pedido de cancelamento.

Neste ano, a quadrilha fez um novo contato. “Todos os dias eles ligavam e eu não atendia. Quando eu não agüentava mais, fui ao Procon”, conta Antônio.

O endereço fornecido pela empresa da lista telefônica fica em Campinas, mas o porteiro diz que a empresa não funciona mais no prédio.

O Procon alerta: contratos fechados via fax, telefone ou Internet são válidos. “O consumidor sempre tem que ficar atento quando alguém liga pedindo seus dados. Os dados cadastrais são sua identidade, e com essas informações é possível contratar em nome delas. Por isso é tão importante saber com quem está falando do outro lado da linha antes de fazer qualquer tipo de negócio”, explica a coordenadora do Procon em Belo Horizonte, Stael Riani. “É preciso ter atenção, senão o consumidor vai ter sua vida financeira toda travada”.

O Procon recomenda ainda que quem estiver interessado em divulgar seus negócios procure saber se as empresas que oferecem anúncios existem mesmo, onde estão estabelecidas e há quanto tempo funcionam.


Hoje(29) pela manhã o programa Hoje em Dia da Rede Record também alertou para que as pessoas tenham cuidado para não cair no golpe dos falsos boletos. Como é este golpe? O estelionatário liga para o empresário avisando que está mandando um fax com todos os dados da empresa, como CNPJ, endereço e telefone, para divulgação na lista telefônica da cidade e pede a sua assinatura para confirmar os dados. Alguns meses depois, vem a cobrança, em boleto bancário, e as ameaças. Por telefone, os golpistas afirmam aos empresários que eles terão o nome encaminhado a cadastros de inadimplentes.

Fiquem atentos!

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 228 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal