Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/09/2009 - Jornal de Uberaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Federal fecha duas fábricas de notas falsas

Por: Juliano Carlos


Fábricas de notas falsas foram fechadas pela Polícia Federal e dois homens foram presos. A prisão aconteceu na tarde de ontem. Após mais de um mês de investigações, agentes da PF, comandados pelo delegado de Polícia Zampiere, cumpriram mandados de busca e apreensão em duas residências, uma situada à rua Venezuela, no bairro Boa Vista, e a outra na rua Canarinho, no bairro Pontal. Os policiais apreenderam nos imóveis mais de 25 notas no valor de R$ 50 (falsas), várias notas em confecção, uma impressora e um computador.
Os policiais chegaram aos acusados através de investigações após as grandes apreensões de notas falsas que a Polícia Militar fez nos últimos meses em Uberaba e região.
Segundo o delegado chefe da Polícia Federal Glorivan Bernardes de Oliveira, as investigações também foram feitas nos municípios de Araxá (MG) e Ibiá (MG) e foram descobertos que as notas apreendidas foram fabricadas em Uberaba. Ele contou que a Justiça Federal autorizou e expediu os mandados de busca e apreensão nas residências, onde foram localizados os objetos da fraude.
Glorivan faz um alerta para a sociedade, para que fique atenta às pessoas que vão a portas de bancos para trocarem notas de alto valor por valores menores, principalmente notas de R$ 10, R$ 50 e R$ 100, e orienta para que o cidadão verifique a qualidade do papel e números de série, porque uma grande quantidade de notas falsas já foi repassada pelos golpistas.
Oliveira alerta para que as pessoas que estiverem em dúvida procurem alguma agência bancária, para constatar a veracidade da nota, e pede às pessoas que desconfiarem de alguém que esteja praticando esse tipo de crime que procurem a polícia e denunciem. Ele acredita que haja mais pessoas fabricando notas falsas na cidade e alega que as investigações continuarão. "Acreditamos em mais gente fabricando notas, mesmo sem ter envolvimento com os dois acusados que foram presos, chegaram novas denúncias, as investigações continuarão e a qualquer momento mais falsários poderão ser presos."
Os dois jovens que foram presos na tarde de ontem podem ser enquadrados no artigo 289 do Código Penal Brasileiro (CPB) e a pena varia de três a 12 anos de prisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 284 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal