Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/09/2009 - Jornal Cruzeiro do Sul Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação prende 25 envolvidos com jogos ilegais pela internet


A sede da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) em Sorocaba ficou repleta de pessoas presas a partir de uma operação desencadeada às 6h de terça-feira (22), em 12 estados e sob a corrdenação do Departamento de Polícia Judiciária do Interior 7 (Deinter7). A ação policial terminou com a prisão de 25 pessoas por fraude em jogos virtuais. A Polícia Civil procura, ainda, 14 envolvidos com o esquema.

A operação, denominada 'Novelo', tem como objetivo combater os jogos ilegais pela internet, realizados em lan houses e ambientes domésticos. O total de 300 mandados de busca e apreensão e 39 de prisão foram expedidos pelo juiz da 1ª vara da Comarca de Sorocaba.

As investigações começaram há um ano e apontaram que se tratava de uma rede de exploração de jogos de azar que manipulava os resultados para obtenção de lucro. Além disso, havia disputas por pontos de exploração, corrupção de agentes públicos, cobranças com utilização de violência e grave ameaça e indícios da ligação com homicídios.

Exploração pela internet

A exploração dos jogos era feita por meio da internet, e de duas formas distintas: Em sistema fechado, executado e explorado exclusivamente a partir lojas cadastradas pela rede; e em sistema aberto, acessado livremente em ambiente doméstico, por qualquer usuário. O funcionamento se dava a partir do acesso a dois sites. Ainda de acordo com a polícia, o esquema movimentava R$ 5 milhões por mês.

O usuário, ao acessar um primeiro site, era levado inicialmente a jogar, num ambiente lúdico, com simulação de apostas em dinheiro. Em seguida, era levado para outro site, com apostas reais, mediante prévio depósito bancário ou uso de cartão de crédito. Já no sistema fechado, a exploração se dava por meio de outros sites, reservados às lojas cadastradas e autorizadas a usar o sistema.

No Estado de São Paulo, os mandados foram cumpridos por policiais de oito delegacias seccionais da Capital; de quatro municípios da Grande São Paulo (Guarulhos, Mogi das Cruzes, São Bernardo do Campo e Santo André), e também do interior (São José dos Campos, Campinas, São José do Rio Preto, Santos, Sorocaba e Piracicaba).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 227 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal