Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/09/2009 - Gazeta de Piracicaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsos agentes ‘limpam’ residência

Eles falaram para a dona da casa ficar na cozinha; levaram muitas jóias do quarto e sala.

Uma professora aposentada, de 81 anos, foi vítima do golpe de falsos agentes de combate à dengue. Eles 'limparam' o quarto e móveis da sala da casa dela, no Bairro Alto. O furto ocorreu às 12 horas de quinta-feira (17), mas a polícia só foi comunicada na manhã de ontem, quando a mulher registrou o crime no plantão policial.

A vítima informou que chegaram dois homens em sua casa, apresentando crachás e material para dedetização, dizendo que eram funcionários da prefeitura. Explicaram que iriam colocar veneno contra o mosquito da dengue na casa dela. A mulher permitiu que entrassem. Eles pediram para ela esperar na cozinha, porque o veneno era muito forte e poderia fazer mal. A vítima atendeu ao ‘alerta’ e foi para a cozinha.

Os dois ficaram no quarto por uma hora e meia, saíram sem nada dizer e não voltaram mais. Quando a mulher entrou no quarto viu que tinham levado aliança de ouro, anel de ouro, um par de brinco de brilhante, anel de pérola com quatro brilhantes, pingente, porta-retrato de ouro com foto do pai dela, broche de ouro com brilhantes, pérolas e rubis.

Também olhou na sala e deu falta de uma medalha de ouro com a imagem de um santo esculpida em ouro, corrente de ouro com crucifixo, cartões de banco, quatro talões de cheques, sete relógios de pulso, celular. Mais tarde, ela percebeu que haviam sacado R$ 800 de sua conta. O delegado João Alexandre Vendramim registrou a ocorrência como furto qualificado.

CUIDADO. A Secretaria de Saúde informou, por meio da assessoria de imprensa, que alguns agentes entram para fazer vistoria periódica nas casas, mas há sempre o supervisor por perto e também veículos da prefeitura. Informou ainda que os agentes fazem nebulização, olham os quintais sempre acompanhados dos donos das casas.

Ao sinal de qualquer suspeita, as pessoas devem pedir o crachá para quem está se identificando como agente e telefonar imediatamente para o Centro de Controle de Zoonose (CCZ), no 3427-2400 porque, enquanto os agentes estão nas ruas, tem uma equipe de plantão no departamento.

Pelo nome completo e número do RG passado pelo dono da casa, o Centro de Zoonoses pode confirmar se a pessoa realmente é funcionária da prefeitura. Se não constar na lista dos contratados, a polícia deve ser acionada imediatamente. O 190 é da Polícia Militar. (ACA)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 259 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal