Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/09/2009 - SEGS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Carros com velocímetro adulterado é crime, o que fazer ?

Por: Tainá Sinhorini


Fique atento ao comprar seu carro usado; as lojas de revendas de carros estão alterando os velocímetros dos automóveis, baixando a quilometragem original, dando uma falsa impressão de pouco uso.

Segundo o Consultor Financeiro Cláudio Boriola, especialista em economia doméstica e Direitos do consumidor, muitos consumidores estão comprando "gato por lebre" e, deve denunciar essa prática para a Polícia.

Isso mesmo, "gato por lebre". Na hora de fazer o negócio, fique atento a esse detalhe. É lógico que, o prejuízo virá, depois, além de comprometer o seu bolso, comprometerá, também, a sua segurança familiar.

"Ao comprar um veículo usado, consulte um perito para constatar a vida útil do motor, numeração de chassi, carroceria, inclusive, se houve adulteração da quilometragem, entre outros detalhes importantes do que se está comprando. Depois de certo tempo da compra, você não poderá mais devolvê-lo ou reclamar defeito algum", orienta Boriola.

Para evitar as fraudes, o especialista, recomenda contratar um "expert", no assunto, para inspecionar o carro usado. "Essa atitude é uma boa precaução, a fim de evitar-se dor de cabeça, reforma do motor e arcar com despesas; geralmente, os carros usados dão às Revendedoras de Veículos, a possibilidade para várias desculpas do tipo - você deixou de colocar óleo, no câmbio; faltou óleo, no motor; esqueceu-se de verificar a bateria; alega a falta d'água, dentre outras desculpas que acabam prejudicando o consumidor", explicou

Aconselhando-se com um técnico em inspeção, ou Empresas especializadas para combater esse tipo de fraude, você terá o carro, que atenderá suas necessidades; comprará um produto garantido.

Esse tipo de atitude deixará de desorganizar seu orçamento e, conseqüentemente, deixará de dizer à Família que, não pode gastar mais, durante meses, exatamente, porque gastou, no conserto do carro dos sonhos! Mas, poderá virar o carro do desmoronamento da renda familiar e do custeio mensal, além de combater a criminalidade contra o consumidor, o que só não enxergam os que não querem ver.

Por todas as cidades brasileiras, as revendas de automóveis são várias. Inexiste uma inspeção ou fiscalização do Poder Público. Daí, a obrigatoriedade da sua precaução.

Para o consumidor não ficar no prejuízo, as tomadas de decisões, deve ser de imediato, quando for constatando irregularidade, na quilometragem do veículo. "Imediatamente, deve-se procurar uma Delegacia de Polícia, registrar queixa contra a pessoa ou garagem, que tanto lhe mostrou ser de confiança". Lembre-se, de estar com todos os documentos - Contrato de compra e venda, junto com o Laudo pericial. "Este ato criminoso feito contra os direitos do consumidor, induz o consumidor a erro, em condições enganosas ou impróprias. Faça a sua parte e, denuncie essa prática", enfatiza o consultor.

Veja as principais dicas do especialista.

Antes de comprar um carro usado, verifique a autenticidade dos documentos e leve a um especialista para constatar fraudes. Desconfie, se o preço estiver abaixo do Mercado; redobre sua atenção.

Amortecedores: Empurre, para baixo e, solte imediatamente, na direção, acima dos amortecedores, um de cada vez; se balançar mais de uma vez, o amortecedor está necessitando de troca, urgente.

Pneus: Saiba que a durabilidade de um pneu varia entre 40.000 e 60.000km. Pondere sempre quantos KM tem o carro em relação ao desgaste dos seus pneus. Um exemplo bem característico é o hodômetro do carro registrar 25.000 km e os pneus estarem novos, provavelmente o velocímetro foi adulterado, pois, deveriam estar "meia vida". Os quatro pneus devem estar gastos uniformemente, caso algum apresente um lado mais gasto que o outro, provavelmente o carro ou está necessitando realizar um alinhamento ou, o que é pior, problemas na suspensão, causados por acidentes que, às vezes, para concertar sai caro e não têm conserto.

Exame superficial: Examine o carro sempre de dia, nunca em locais escuros. O carro deve estar seco; a aparência do carro, molhado, pode enganar. Lembre-se de que você não é nenhum "expert" no assunto; procure um especialista que fornecerá um Laudo Técnico de Inspeção Veicular.

Lataria: Com os dedos, bata na lataria, para verificar, se o barulho está uniforme, em toda extensão, apresentando sons diferentes, indica a colocação de massa plástica, o que ocasionará em pouco tempo, descamação da pintura, no local. Também é possível fazer um teste com um imã embrulhado em uma flanela. Se, ao passar na lataria, ele se desprender, é porque, existem furos cobertos, por massa plástica. Cuidado! lembre-se que, as aparências enganam muito!

Cuidado se houver bolhas, na pintura; é sinal de que há ferrugem. Observe atento os locais, onde a ferrugem é mais freqüente-: Junto às borrachas, debaixo das portas, embaixo dos pára-lamas, nas arestas, inferiores, da carroceria, junto às canaletas e, nas bordas das tampas do capô do motor do bagageiro; neste aparece muito, na parte superior, entre a tampa e o teto.

Polimentos: Eles podem esconder defeitos de pintura. Observe, com cuidado, se o veículo foi pintado, recentemente. Verifique, se há diferença de cor e procure respingos de tinta, nos frisos e borrachas. Cuidado com os carros encerados, porque eles podem esconder defeitos de pintura, você perceberá, depois.

Alinhamentos: Observe as distâncias, entre a porta e o pára-lama, se correspondem ao outro lado, assim, por todo o carro; sempre, as medidas de um lado tem de corresponder a outro. O desnível pode indicar que, o carro foi batido, o que desvaloriza o preço. Observe também as portas e o capô fechados, se encaixam, perfeitamente; observe ondulações, na lataria; havendo diferença é provável, que o carro seja batido.

Suspensão: Com o carro suspenso, no elevador, balance as rodas, tentando encontrar folgas; havendo, pode indicar desgaste, em varias peças da suspensão. Manual: Exija o livreto de garantia; desconfie se for alegada sua perda. Exija o manual, com os registros das manutenções, feitas. Carro, sem livreto, é provável, existir adulteração, na sua quilometragem, original.

Pagamento antecipado: Nunca adiante valor, pague o total, depois de totalmente seguro do negócio. Lembre-se de levar o veículo para fazer Laudo Pericial; é direito seu!

Depois de tomadas as precauções, acima, com o Laudo Pericial, em mãos, é hora de fechar o negócio. Exija a Nota Fiscal e Recibo, faça constar a quilometragem do veículo. Ela será sua maior ferramenta para sanar todo e qualquer problema, que poderá surgir.

Justiça: Após, constatado, as irregularidades, além de fazer a queixa crime na Delegacia de Polícia, o consumidor deverá procurar um Advogado de confiança para ingressar com a ação civil de reparação de danos, contra o infrator que lhe vendeu "gato por lebre".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 450 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal