Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/09/2009 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presa quadrilha que aplicava golpes com cartões clonados no Rio e na Baixada

Bancário, ex-carteiro e presidiário são suspeitos de participar do grupo. Fingindo ser cliente, chefe da quadrilha ligava do presídio para os bancos.

Uma quadrilha especializada em aplicar golpes usando cartões de crédito clonados, no Rio e em municípios da Baixada Fluminense, foi presa pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (15).

Segundo as investigações, um funcionário de banco, um ex-carteiro e um presidiário, que agia de dentro da cadeia, são suspeitos de participar da quadrilha.

A polícia cumpriu dez mandados de prisão. Os agentes chegaram antes das 7h na casa de uma das suspeitas, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, que acabou presa.

Segundo as investigações, ela era uma das pessoas que recebiam os cartões clonados. Com a suspeita, foram apreendidas duas TVs, um DVD e um ventilador, que, de acordo com a polícia, foram comprados pela quadrilha.

Ex-funcionário dos Correios

Os agentes estiveram também em Vilar dos Telles para tentar prender um ex-funcionário dos Correios, que não foi encontrado. Segundo a polícia, ele distribuía os cartões para os integrantes do bando. Ele já teria sido preso em 2004 pela Polícia Federal por desviar cartões enviados por correspondências.

A funcionária de uma loja de biscoitos também foi presa, em Madureira, na Zona Norte. Ela é acusada pela polícia de copiar dados de cartões dos clientes e repassá-los ao chefe da quadrilha, comandada por um homem de 23 anos que cumpre pena em Bangu pelo crime de estelionato.

Telefonemas de dentro do presídio

Segundo as investigações, era esse preso quem recebia todas as informações das vítimas. Com um telefone celular, ele ligava de dentro do presídio para os bancos. Fingindo ser o cliente, conseguia mais crédito e cartões adicionais.

“As investigações demonstraram que eles conseguiam disponibilizar para esse crime mais do que 20 cartões todo mês”, afirma o delegado da Polícia Civil José Luís Duarte.

A polícia investiga ainda a participação de um bancário que teve a prisão decretada pela Justiça.

Os presos estão sendo ouvidos na delegacia, mas a polícia não divulgou os conteúdos dos depoimentos. O funcionário do banco, acusado de participar da quadrilha, foi preso no início da tarde e está a caminho da delegacia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 263 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal