Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/09/2009 - CGN - Central Gazeta de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

“Operação Online”: quadrilha que dava golpe na internet é presa

Por: Kethleen Simony

O NURCE (Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos) estima até agora que os bandidos movimentaram cerca de R$ 300 mil.

A Polícia Civil através do NURCE (Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos) prendeu hoje (16) de manhã uma quadrilha especializada em golpes pela internet. Os bandidos agiam em sete estados há cerca de quatro meses. O crime era realizado por meio de sites falsos com o nome de empresas verdadeiras, que não tinham nenhuma relação com os golpes. Com preços atraentes, as vítimas compravam aparelhos eletrônicos como computadores, câmeras e celulares, depositavam o valor da compra e não recebiam o produto. Até o momento 50 vítimas foram identificadas “Nós tivemos a denúncia de uma empresa vítima aqui da cidade de Cascavel, dizendo que estavam usando o nome dela indevidamente para anunciar mercadorias na internet. Mercadorias essas inexistentes", relata Thiago Nóbrega de Almeida, delegado do NURCE em Cascavel.
A partir da denúncia, as investigações iniciaram. Com a autorização da justiça, a polícia teve acesso aos e-mails, contas bancárias e acompanharam a movimentação dos bandidos. Com o IP, que é um endereço que identifica o computador que estava gerando as movimentações e troca de e-mails, a polícia localizou os criminosos e os detiveram simultaneamente nos dois estados.
Pedro Cezar Bessani Filho foi apontado como o chefe da quadrilha, os outros comparsas foram identificados como: Alan dos Santos, Rodrigo Comarella, Marcelo Bosi, Diego Soares Moreira e Jean Carlos Pinheiro. Com eles a polícia apreendeu documentos, dois computadores, cartões de banco, munições calibres 38 e 32, além de uma arma de brinquedo. Todos vão responder por estelionato e formação de quadrilha.
“Pela movimentação que nós tivemos dos extratos, parcialmente nós temos já contabilizado R$ 100 mil, mas acreditamos que esse valor possa chegar a R$ 300 mil,” ressalta o delegado.
A “Operação Online” prendeu até agora, seis pessoas: três em Cascavel, uma em Toledo, uma em Jaraguá do Sul e outra em Fraiburgo em Santa Catarina. Segundo a polícia, outras duas pessoas acusadas de participar do crime devem ser presas ainda hoje.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 361 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal