Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/09/2009 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Pernambuco tem empresa de comércio ilegal de monografias


RIO - O Jornal Hoje flagrou o comércio ilegal de monografias, aqueles trabalhos que os professores pedem geralmente no último ano do curso. Tanto o aluno que compra o serviço quanto a pessoa que vende estão cometendo um crime.

O serviço é oferecido na internet e em classificados de jornais. Em uma empresa, que fica perto de uma grande universidade do Recife, a vendedora disse que pode realizar a pesquisa e o preço de um trabalho de sociologia pode variar de R$ 900 a R$ 1.600. A conversa foi gravada por uma câmera escondida.

- Se o aluno contribuir com algum material de pesquisa, fica mais fácil. Estou superlotada até 2010 - diz.

Por telefone, a funcionária de uma outra empresa garante que as informações não são tiradas da internet e que a pesquisa é feita em bibliotecas.

- Você leva o trabalho junto ao seu orientador. Então, sempre tem ajustes. Daí você volta com ele pra nós e a gente faz toda a correção e você devolve para o orientador - afirma ela.

O aluno que compra o trabalho de conclusão de curso está cometendo um crime previsto pelo código penal: violação do direito autoral. A pena prevista varia de três meses a um ano de detenção. Mas, se houver o objetivo de obter lucro, a pena passa de dois a quatro anos de reclusão. A universidade pode reprovar e até expulsar o aluno. Quem vende a monografia ou dissertação também comete o crime de violação do direito autoral.

A professora Conceição Torres, que tem 28 anos de experiência, se especializou em detectar fraudes nas monografias e afirma que é preciso redobrar a atenção para evitar esse tipo de golpe.

- Quem perde é a sociedade, quem perde é o aluno. A sociedade porque deixa de receber trabalhos de qualidade. O aluno perde como profissional - comenta.

Segundo um professor, no semestre passado, 16 alunos cometeram plágio, que significa copiar o trabalho de outra pessoa. Oito compraram suas monografias.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 250 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal