Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/09/2009 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Armadilha do outro lado da linha

Por: Ana D´Angelo e Michel Alecrim

Golpe da falsa lista telefônica vem fazendo vítimas em vários estados. Após oferecer anúncio gratuito, quadrilha pega dados de pequenas empresas e profissionais liberais e depois envia cobrança sob ameaça de inclusão no SPC.

Brasília e Rio - Há 20 dias, microempresa de Brasília recebeu um ultimato: “Aviso de Negativação”. O comunicado enviado por fax era de uma empresa de cobrança de São Paulo — Dusse Intermediação Financeira —, com CNPJ ativo, cobrando mais de R$ 5 mil pela publicação de anúncio num site na Internet. Ela menciona seu departamento jurídico e ameaça com inscrição em SPC e protesto. A credora é outra empresa, a Teleguia Virtual, também com CNPJ na Receita Federal.

Nem governo escapou da ação dos golpistas

É com esses requintes de profissionalismo, com carimbo da empresa e alguns termos técnicos que o chamado “golpe da lista telefônica” tem sido aplicado em pequenos empresários e profissionais liberais de todo o Brasil (veja como os golpistas agem no quadro abaixo). Até órgãos públicos federais têm caído na armadilha.

“É um golpe. Não é caso de defesa do consumidor e nem de má prestação de serviço. Trata-se de crime, de estelionato e extorsão”, avisa o delegado Robson da Costa, da Delegacia de Defraudações do Rio.

ALERTA DE ASSOCIAÇÕES

As associações comerciais de quase todos os municípios brasileiros já alertaram seus associados sobre o golpe. Existem investigações em vários estados. Até a Polícia Federal entrou num dos casos, no Pará, mas até agora ninguém foi punido. “Normalmente são empresas com sede em São Paulo que aplicam o golpe em outros estados, aparentemente de forma intencional, para dificultar as investigações e a ação penal”, afirma o delegado Robson da Costa.

A delegacia do Rio, por exemplo, está enviando para São Paulo o inquérito que envolve várias empresas, entre elas Lista Neg, Global Comunicações, Classitel Editora, Net Alpha, Endeclass e Class Neg. O Procon de Belo Horizonte já recebeu quase 30 queixas de vítimas da Ediclass Editora, que tem como sócios os mesmos donos da Teleguia Virtual. Um dos sócios da Lista Neg, Valter Pires da Silva, é dono também da Publitel Editora de Listas.

O empresário carioca Sérgio Pinheiro foi à Justiça contra a Lista Azul Comércio e Prestação de Serviços. Ele conta que apenas passou dados da empresa por telefone para anúncio gratuito. Pouco tempo depois, recebeu aviso de protesto e cobrança de R$ 1.800. “Participo de licitações e minha empresa precisa estar regular. Acabei pagando”, explicou Sérgio, que tenta reaver o dinheiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1869 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Jemniffer - 22/10/2014 15:48

aconteceu bem isso comigo agora querem que eu pague 5 mil
que nem tenho se alguem poder me ajudar.
meu telefone:4132868482


Autor e data do comentário: ederson - 14/10/2014 07:25

eu cai nesse golpe,estou desesperado e não sei o que fazer.porfavor se poderem me ajudar.meu telefone é 16 37203008



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal