Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/09/2009 - O Diário de Mogi Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quatro mulheres lesam empresário

Por: Laércio Ribeiro


Quatro mulheres, que diziam ser de Tatuí, no Interior de São Paulo, estavam certas de que planejaram bem o golpe. Mas, no final da tarde de ontem, quando o "negócio" se consumava no Hotel São Gabriel, no Centro de Mogi, algo deu errado. O empresário mogiano Paulo Sérgio Tadeu Gomes já havia pago R$ 25 mil para a quadrilha por 210 "pepitas de ouro", que são de latão. Na última hora, desconfiou, pegou o carro e avisou a PM na Base, na Praça Osvaldo Cruz.

Uma rápida mobilização e a cabo Adriana e o pm Correa, da 1ª Companhia, do 17º BPM/M, conseguiram prender na área central as vigaristas Amanda Sueli do Prado, de 19 anos, e Cíntia de Camargo, de 25 anos.

Com o apoio do tenente Enos, sargento Takano e o cabo Alexandre, a equipe ainda recuperou R$ 11 mil. Outras duas estelionatárias escaparam.

O delegado Ubaldo Miragaia Cintra, do Distrito Central, autuou as acusadas em flagrante. Elas foram removidas ao Presídio Feminino, em Poá. Cíntia já tinha antecedentes por Estelionato. A filha dela, de 4 anos, seria entregue para a avó, que se deslocaria de Tatuí a Mogi.

O sargento Takano explicou que as vigaristas testaram a confiança do empresário. "Uma vez deram duas pepitas de ouro mesmo. Ele resolveu checar e ficou satisfeito; depois fez outro teste de confirmação, que deu positivo".

De acordo com os policiais, Paulo Sérgio esclareceu que o grupo lhe ofereceu as 210 pepitas por R$ 25 mil, mas valiam R$ 80 mil e seria um "bom investimento".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 393 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal