Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/09/2009 - Amcham News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Febraban: maior relacionamento virtual coloca desafios para bancos no País


Frente a uma realidade marcada pela expansão do relacionamento virtual com o consumidor, as instituições financeiras enfrentam uma série de desafios do ponto de vista tecnológico. Para Gustavo Roxo, diretor de Tecnologia da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as prioridades são garantir a segurança das informações, implementar a compensação de cheques por imagem e disponibilizar o débito direto autorizado (DDA), sistema que permite que todos os compromissos de pagamentos sejam recebidos eletronicamente por meio dos bancos de relacionamento de pessoas físicas e jurídicas.

“Como fazer com que relacionamentos cada vez mais virtuais consigam trazer vínculos? Aí entram desafios tecnológicos para a gestão inteligente e rápida dos relacionamentos”, indicou Roxo, que participou nesta quinta-feira (03/09) de encontro dos comitês de Direito da Tecnologia, Finanças, Legislação e Mobilidade Financeira da Amcham-São Paulo. O tema em debate foi “O futuro das soluções e regulamentações dos serviços financeiros para as organizações”.

O diretor da Febraban detalhou alguns dos maiores pontos de atenção para o segmento bancário no novo cenário:

Segurança bancária: com a possibilidade de ataque por hackers, riscos de perda de privacidade e novas fraudes, cresce a necessidade de se investir em padronização da segurança (certificação digital) e em novas tecnologias, como a biometria;

Gestão da imagem: a avaliação dos clientes ganha mais importância que a comunicação institucional e há necessidade de maior controle sobre as informações divulgadas a respeito do banco;

DDA: o novo sistema deve entrar em vigor no final do ano e aumentar a conveniência para os clientes;

Compensação de cheques por imagem: evita impressão em papel e transporte por carro forte, entre outros benefícios;

Bancarização: desenho um novo modelo de banco economicamente viável para atingir regiões e populações ainda não bancarizadas.

Virtualização crescente

Dados da Febraban apontam que as transações bancárias virtuais têm aumentado no País em uma média de 17% ao ano desde 2003. As contas de internet banking computaram expansão ainda maior no período, na casa dos 23% ao ano.

Segundo Roxo, a tendência é que a adesão ao mundo bancário virtual continue a crescer conforme se amplia entre a população economicamente ativa (PEA) a presença da geração Y - nascida entre 1981 e 1995 e caracterizada por busca de velocidade, inovação, colaboração, integridade, liberdade, personalização, transparência e entretenimento. “Um consumidor multiprocessado”, resume ele.

Números do Banco Central também confirmam a tendência da virtualização. José Antônio Marciano, chefe do Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos do BC, revelou que as transações financeiras de acesso remoto (internet, home e office banking) no Brasil passaram de 5,1 bilhões em 2006 para 7,2 bilhões em 2008, enquanto as por meio de agências e ATMs mantiveram-se praticamente estáveis ao longo desses três anos, em 5,5 bilhões e 7,5 bilhões respectivamente.

“O Banco Central tem um projeto institucional de redução do uso de papel e aumento da participação eletrônica nos meios de pagamentos. Queremos provar na prática que o meio eletrônico é mais eficiente”, informou Marciano.

Outras participações

O encontro de comitês desta quinta-feira teve ainda a apresentação de Marcelo Lima, gerente da Divisão de Comércio Eletrônico para Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, e Cezar Taurion, responsável pela área de Novas Tecnologias da IBM.

Taurion tratou da importância da computação em nuvem no sentido de romper o atual modelo econômico de Tecnologia da Informação (TI). Já Lima mostrou como funciona o novo gerenciador financeiro via celular do BB para empresas, que torna possível realizar, entre outras operações, a liberação de arquivos de pagamento, o cadastramento de computadores e a liquidação de operações pendentes.

O gerente do Banco do Brasil adiantou também que a instituição já desenvolve novas funcionalidades para o gerenciador, como consultas e pagamentos de obrigações via DDA, e que prepara a ampliação do uso da ferramenta para outros dispositivos, como iPhone e BlackBerry.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 279 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal