Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/09/2009 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Organização vendia carros fantasmas pela internet


O Ministério Público do Estado, representado pela promotora de justiça com designação para atuar junto a vara de combate às organizações criminosas Sandra Fernandes de Oliveira Gonçalves, ofereceu denúncia contra dez integrantes de uma quadrilha de estelionatários que atuava no estado do Pará na venda de carros inexistentes pela internet.

Em jornais de circulação estadual, a organização criminosa publicava anúncios de venda de carros que estariam disponíveis por preços atraentes ao consumidor que depositava quantias em contas indicadas pela organização, referentes a “entrada” do veículo que era prometido. Depois informava no ato do telefonema que a vítima teria que consumar o depósito referente a “entrada” do carro. Caso quisessem ver o veículo ou obter informações sobre a procedência, o comprador deveria consultar o site da empresa e se dirigir à tal locadora “Finavel Veículos”, sediada no Município de Tucuruí, onde receberiam o carro já financiado em setenta e duas parcelas, ou conforme sua necessidade.

Ao chegar em Tucuruí, contudo, as vítimas eram surpreendidas pela inexistência da loja no endereço indicado e constatavam que haviam sido vítimas de estelionato e perdido o dinheiro previamente depositado, bem como, verificado que a atuação da quadrilha de venda de carros fantasmas pela internet, era pública e notória no município. Os lesados procuravam em vão manter novo contato com os vendedores que ou não mais atendiam os números de telefones ou diziam que não conheciam as pessoas procuradas.

A promotora de justiça Sandra Gonçalves requer na denúncia que os indiciados sejam punidos por estelionato, formação de quadrilha, falsificação de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso e falsa identidade com agravantes. (Ascom/MPE)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 282 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal