Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/08/2009 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Homem preso com estimulantes sexuais tenta escapar alegando que eram para uso próprio

Por: Bartolomeu Brito

Polícia descobre academia irregular em Mesquita.

Rio - Uma falsa professora de Educação Física que dava aula de ginástica na Academia Sargentech, na Rua Paulo 32, no Centro de Mesquita, na Baixada Fluminense, foi presa em flagrante, na noite de terça-feira, durante uma blitz realizada por policiais da Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon) e representantes do Conselho Regional de Educação Física.

Maika de Souza Teixeira, de 35 anos, moradora em Comendador Soares, Nova Iguaçu, foi autuada em flagrante e liberada para responder ao inquérito em liberdade, depois de pagar fiança.

Durante a ação, um homem que se encontrava no interior da academia saiu apressado ao ver a polícia chegando e tentou sair em seu carro, mas foi abordado por outros agentes que estavam na rua cercando o prédio. Com ele - identificado como Wesley Moreira Nobre, de 25 anos - foram encontrados R$ 6.421em três cheques e R$ 1.193 em dinheiro. No carro, foram achados 1.448 comprimidos, 96 ampolas e 14 frascos de anabolizantes e estimulantes sexuais.

Entre os medicamentos estavam 1.200 comprimidos de Pramil, 100 comprimidos de Stanozoland, 80 comprimidos de Fingrass, ampôlas de Decadurabolin, Durateston, Winstrol, Primobolan e frascos de Tremo-Life. Os medicamentos apreendidos serão analisados por peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli.

Ao ser preso, disse que os medicamentos eram para uso próprio, já que "malha" muito, toma anabolizantes e é obrigado a fazer uso dos estimulantes sexuais para não sofrer de impotência. À polícia, ele acabou confessando que comprava os remédios pela Internet e os revendia em academias de ginástica.

"Ele foi autuado no Art. 273 do Código Penal que trata da falsificação, composição, corrupção e adulteração de produtos destinados a fins terapêuticos e medicinais. O crime é considerado hediondo e ele pode ser condenado a uma pena de 10 a 15 anos de prisão", disse o delegado Roberto Ramos, titular da Delegacia de Defesa do Consumidor.

Uma agenda com nomes de compradores dos medicamentos e valores anotados ao lado deles, além de extratos bancários que mostram uma grande movimentação na conta bancária de Wesley também foram aprendidos. A polícia agora quer saber quem era o fornecedor dos medicamentos e quem são os compradores, que serão chamados a prestar depoimento. Os donos dos cheques emitidos e encontrados com o preso, serão os primeiros a serem chamados.

Segundo Roberto Ramos, havia informações de que naquela academia havia a presença de uma falsa professora dando aulas e foi então marcada a blitz junto com o Conselho Regional de Educação Física para a noite de terça-feira, horário em que há muitas pessoas se exercitando na academia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 638 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal