Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/08/2009 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Governo americano estaria rastreando operações suspeitas de Dantas


São Paulo - O investigador do Departamento de Justiça dos Estados Unidos Kenneth Lyn Counts teria afirmado, em testemunho juramentado à Corte de Justiça do Distrito de Columbia, em Washington (EUA), ter obtido indícios de que o banqueiro Daniel Dantas fez uma série de operações financeiras fora do Brasil, informou a edição desta terça do jornal Folha de S.Paulo. O objetivo de Dantas seria evitar revelar os "verdadeiros proprietários" dos US$ 242 milhões transferidos do Opportunity Fund, no paraíso fiscal das ilhas Cayman.

Counts, ex-agente especial do Programa de Crime de Colarinho Branco do FBI, teria sido encarregado pela Seção de Bloqueio de Bens e Lavagem de Dinheiro do Departamento de Justiça dos EUA de averiguar as informações enviadas pelo delegado da Polícia Federal Ricardo Saadi, coordenador da Operação Satiagraha. O ex-agente tem 23 anos de experiência no tema, segundo a Folha.

O depoimento de Counts integra os autos do processo que resultou no bloqueio de recursos ligados ao Opportunity nos EUA. O bloqueio foi determinado em fevereiro pelo juiz John D. Bates. Após averiguar contas bancárias abertas nos EUA, o agente do FBI descreveu, em documento assinado em 4 de junho, que Dantas e sua irmã, Verônica, teriam criado pelo menos quatro empresas diferentes, com as quais abriram contas bancárias em Londres, Luxemburgo e Nova Iorque.

O principal foco da investigação seria a conta da empresa Tiger Eye, custodiada nos EUA pela instituição Brown Brothers Harriman. Em 31 de dezembro de 2008, essa conta mantinha US$ 450 milhões. Ela teria sido fundada com um depósito inicial de US$ 56 milhões feito pela empresa Tiger Eye Investment. Em seguida, entre 29 de julho e 30 de outubro de 2002, a conta teria recebido US$ 242 milhões de resgates de ações do Opportunity Fund, nas ilhas Cayman, e US$ 90 milhões da empresa Harpy Eagle Investiments.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 294 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal