Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/08/2009 - Diário de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Perito do laboratório austríaco investigado por corrupção

Por: Duarte Ladeiras


Um perito do laboratório antidoping de Seibersdorf, nos arredores de Viena, está a ser investigado por suspeita de corrupção, neste caso por Stefan Matschiner, cabecilha de uma rede de dopagem que tinha como clientes atletas de elite da Europa.

“Há a suspeita de que essa pessoa fez pré-testes”, afirmou à DPA o porta-voz da acusação, Gerhard Jarosch. O perito terá feito pré-testes para ajudar os clientes de Matschiner a saberem que doses de dopantes usar sem correrem o risco de serem apanhados se fossem submetidos a controlos fora de competição no dia seguinte.

Jarosch esclareceu que não é claro se esta prática está proibida pela legislação austríaca, mas este não é o primeiro caso em que um funcionário do laboratório Seibersdorf é alvo de tentativa de corrupção: em 2008, a triatleta Lisa Huetthaler, antiga cliente de Matschiner tentou sem sucesso ‘comprar’ um técnico do laboratório, para que este falsificasse os resultados dos seus testes.

O laboratório austríaco é um dos 35 que a nível mundial possui uma acreditação da Agência Mundial Antidopagem. O director, Guenter Greiner, já disse que a entidade está a colaborar com os investigadores.

Ao DN, Julie Masse, da direcção de comunicação da AMA, a agência “não pode fazer comentários nesta fase de modo a proteger a integridade da investigação em curso conduzida pelas autoridades judiciais”. Regressado de férias, o porta-voz habitual da AMA adiantou que o organismo “está bastante preocupado” e que leva o assunto “muito a sério”: “Está a ser conduzida uma investigação pelas autoridades judiciais da Áustria. A AMA irá solicitar toda a informação relevante sobre este assunto para assegurar que a integridade do sistema antidoping é mantida”; disse Frédéric Donzé à Associated Press.

Matschiner admitiu recentemente à televisão alemã ARD que conseguiu corromper funcionários de vários laboratórios situados no Centro da Europa. Pagava so peritos corruptos quantias entre os 150 e os 500 euros. Informação que foi agora confirmada por Bernard Kohl, cuja carreira foi gerida por Matschiner e que, por doping, perdeu o terceiro lugar da classificação geral e o troféu de melhor trepador da Volta à França 2008.

“Matschiner tratava de que as nossas amostras fossem analisadas de uma forma que nos permitia saber até que ponto poderíamos ir [com o uso de dopantes] sem sermos apanhados. Dessa forma podíamos saber exactamente que dose usarmos à noite para não sermos apanhados no dia seguinte”, afirmou Kohl ao jornal ‘Kurier’, em declarações publicadas há pouco mais de uma semana.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 254 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal