Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/01/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Roubo de dados na web aumenta 250%


O alto padrão nos crimes de roubo de identidade continua crescendo, o que resulta também num aumento considerável desta prática criminosa pela internet. Entre janeiro de 2004 e maio de 2006, o número de programas mal-intencionados que visam a monitoração de atividades dos usuários, além de captura de senhas e outras informações, cresceu 250%. No mesmo período, os alertas de phishing (e-mails e sites fraudulentos que induzem as pessoas a divulgarem suas informações pessoais) aumentaram 100 vezes.

Os dados, contidos em um relatório sobre roubo de identidade divulgado pela McAfee, empresa da área de segurança em tecnologia, mostram como esse tipo de crime afeta as economias nacionais em todo o mundo. Segundo a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos, o custo anual apenas nos EUA, referente a pessoas jurídicas e físicas, chega a US$ 50 bilhões. No Reino Unido, a estimativa do Ministério do Interior é de um prejuízo de US$ 3,2 bilhões nos últimos três anos.

"É preciso ter cada vez mais atenção e confiar menos para nos protegermos. Se soubermos onde estão as nossas vulnerabilidades e como e por que os criminosos tentam o roubo de identidade, podemos tomar as precauções necessárias para evitar essas ações", afirmou Jeff Green, vice-presidente sênior do McAfee Avert Labs.

Clique aqui para aprender a se proteger dos golpistas da internet

As táticas utilizadas por esse tipo de criminosos vão desde estratégias simples, como busca de dados em lixeiras, desvio de correspondências, caixas eletrônicos adulterados e ligações telefônicas falsas, até outras mais elaboradas, que envolvem a internet. Entre elas, estão o acesso não autorizado a bancos de dados, e-mails e websites fraudulentos, fraudes de pagamento de serviços e os famosos "cavalos de tróia", programas nocivos que se instalam no computador para roubo de senhas e dados, que podem até alterá-los.


O perfil dos criminosos geralmente está envolvido em três categorias: terrorismo, rede de crime organizado e criminosos menores. Segundo o relatório, enquanto os dois primeiros utilizam o roubo de identidades como fonte de dinheiro e via para outros crimes, os criminosos menores geralmente utilizam a técnica para conseguir dinheiro rápido e vantagens as quais não têm acesso.


Um dos motivos para o sucessos desses criminosos, tanto na web quanto fora dela, é a credulidade da população. Uma pesquisa feita em Londres sobre roubo de identidades pediu dados pessoais de 200 londrinos. Em troca de ingressos valorizados, 92% delas forneceram as informações solicitadas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 419 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal