Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/01/2007 - O Rio Branco Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dona de casa é vítima do golpe da promoção premiada


Mais uma vítima do golpe da promoção premiada, desta vez, foi a dona de casa Maria das Graças (nome fictício), que desembolsou R$ 900,00 (novecentos reais) em cartões de telefones celulares pré-pagos. Ela conta que na manhã de sábado (final de semana) foi acordada por sua mãe lhe chamando para atender uma ligação telefônica. Ao atender a ligação telefônica, foi informada pelo desconhecido (que estava do outro lado da linha), que estava concorrendo a uma campanha premiada do DDD- 14 da BrasilTelecom, que sortearia vários carros zero quilômetro. Em seguida, o desconhecido se identificou que era gerente comercial da Central Globo e que se chamava de Marcos Paulo Correia Sampaio. Depois de falar sobre a campanha premiada, explicou detalhadamente que lhe faria três perguntas básicas valendo o prêmio do carro, pois ela tinha ficado em oitavo lugar na campanha de usuários do DDD-14. "Ainda perguntei se não era uma pegadinha, mas o golpista descartou a hipótese da brincadeira", recordou a vítima.
Em seguida, argumentou novamente que a premiação poderia acontecer de duas maneiras: a primeira no Show do Faustão, aos domingos, onde os contemplados com a premiação apareceriam em rede nacional, e a segunda seria a visita inesperada de uma atriz global para entregar à ganhadora a chave do carro zero quilômetro. Sem desconfiar de nada, pediu que o desconhecido formulasse as perguntas-chave da promoção do carro premiado da BrasilTelecom. Mas antes de fazer as perguntas, alertou que ela (vítima) não comentasse o assunto com nenhum vizinho para não perder a surpresa. Depois do acordo informal, o golpista pediu que ela fosse à banca de jornal mais próxima da sua residência e comprasse oito cartões de telefones celulares da marca Claro e TIM, pré-pagos no valor de R$50,00 (cinqüenta reais), perfazendo, com isso, uma compra no valor de R$400,00 (quatrocentos reais).
Ao retornar com os cartões, o golpista pediu que visse a numeração da série e repassasse os números via-telefone. Inocentemente, seguiu todas as orientações do golpista que antecipava, informado-lhe que acumularia outros prêmios se a numeração apresentasse um outro número de série 14 (DDD da BrasilTelecom). "Não desconfiei de nada, pois escutava um coro de uma multidão batendo palmas, quando anunciava que tinha sido contemplada com outros prêmios", recordou a vítima.
Na última vez, a dona de casa ressaltou que foi orientada pelo estelionatário que deveria comprar mais dez cartões das marcas: Claro e TIM no valor de R$50,00 (cinqüenta reais), perfazendo uma dívida de R$500,00 (quinhentos reais). Porém, o golpista pedia para não comentar com ninguém do bairro ou da banca de revista sobre a campanha premiada dos telefones celulares. Ao retornar a sua residência, raspou a numeração no verso dos cartões e repassou via-telefone todas as numerações em série. Tomada pela euforia, não desconfiava de nada, até que o seu esposo ligou para um outro telefone celular, na sua residência, para saber o que estava acontecendo, porque toda hora que ligava o telefone estava ocupado. Em seguida, pediu licença ao golpista na linha convencional e foi atender o marido na outra ligação. Ao contar sobre a promoção que estava participando, desconfiado, o seu marido lhe disse que ela estava sendo ludibriada por golpistas presidiários. Atordoada com a notícia, aproximou-se da escrivaninha e desligou o telefone, depois de mais de cinco horas e meia de ligação. "Depois do prejuízo, procurei a Delegacia de Defesa do Consumidor – DECON, no bairro da Cadeia Velha, e registrei queixa", concluiu a vítima, que optou pelo anonimato, com vergonha do golpe tão comum nos dias de hoje.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 2646 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal