Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/08/2009 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presa quadrilha que aplicou golpe de R$ 1,5 milhão em ouro e joias


A polícia apresentou na tarde desta quinta-feira (13) uma quadrilha que aplicou golpes de mais de R$ 1,5 milhão em ouro e joias. O Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Guarapari foi acionado por algumas vítimas, mas durante a investigação, descobriu-se que pessoas de outros estados, como São Paulo, também estavam sendo enganadas.

De acordo com a polícia, Julio César de Souza e Silvana Mileipp de Souza se apresentavam como atacadistas de ouro e joias, para vender as peças com preços mais baratos para comerciantes do norte fluminense e Espírito Santo.

A Polícia Civil capixaba começou a investigá-los e prendeu Alexandre Garcia de Souza, comparsa da dupla em Guarapari. Em seu poder havia uma grande quantidade de documentos falsos e joias em ouro e prata.

A partir desta prisão, a equipe chegou a outros envolvidos e aos líderes da quadrilha. O grupo opera em toda Região Sudeste do País, mas as suspeitas são de que eles também agiam no Sul do Brasil.

"Os acusados conseguiam burlar o sistema financeiro e conseguir cartões e cheques com limite alto e burlar o restrito mercado do comércio de jóias. Compravam joias utilizando esses cheques e no início pagavam por elas. Após conquistar a confiança dos fornecedores, faziam novas compras e desapareciam", informou o delegado Rafael Ramos, do DPJ de Guarapari.

Diversos comerciantes especializados em joias do Rio de Janeiro e Espírito Santo também estão sendo investigados. A Polícia Civil capixaba está interagindo ainda com os policiais cariocas e com a Polícia Federal, nas investigações, que continuam.

"Eles conseguiam abrir contas em alguns bancos com limites altos e a partir daí freqüentavam as feiras e faziam compras para distribuir o material para receptadores. Temos convicção de que, pela quantidade de material apreendido e o número de vítimas, a atuação deles era muito maior", afirmou o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Rodney Rocha Miranda.

Com a quadrilha foram apreendidos documentos falsos, cartões e talões de cheques, três malas de joias.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 276 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal