Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/08/2009 - Portal Amazônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Especialista em segurança da informação ensina como proteger computadores contra hackers

Por: Gláucia Chair


MANAUS - Adonel Bezerra, especialista em segurança digital, fundador e mantenedor do Portal Clube do Hacker, promoverá em Manaus, de 21 a 23 de agosto, o 1º SPACH - Simpósio Amazonense de Segurança da Informação. Para falar sobre segurança digital, ele concedeu ao Portal Amazônia, a seguinte entrevista:

Portal Amazônia: Como surgiu seu interesse pela segurança digital?

Adonel Bezerra: Com 16 anos eu era programador cobol. Sempre trabalhei com informática e atuo na área há 20 anos. Neste tempo sempre acompanhei e pesquisei as tecnologias que foram desenvolvidas na área.

Portal Amazônia: Como está a segurança digital no Brasil?

Siga o Portal Amazônia no Twitter

Adonel Bezerra: A retaguarda das empresas (servidores que estão guardados pelos administradores) possuem bom nível de segurança. O nosso maior problema está no usuário final, tanto corporativo, quando doméstico. Esse é um problema de toda a América Latina. Nos Estados Unidos e Europa as pessoas possuem uma filosofia maior de segurança e por isso se protegem mais.

Portal Amazônia: Para o usuário doméstico, qual é o maior problema em relação a segurança?

Adonel Bezerra: Em primeiro lugar, os usuários finais utilizam muito softwares piratas. Esses softwares podem estar modificados e estarem com trojans e vírus que permitem a abertura de portas no computadores. Essas vulnerabilidades permitem invasões e roubo de dados.

Portal Amazônia: É muito comum clientes de bancos que acessam contas pela internet terem contas roubadas por hackers. Com toda segurança que sabemos existirem nos sites dos bancos, por que isso ainda acontece?

Adonel Bezerra: Clonar a página do banco é fácil para quem entende. Enganar o usuário é mais fácil ainda. Para o banco, quem está utilizando a página é o cliente e não um hacker. O que está infectado na verdade é a máquina do cliente e não a página do banco. É por meio dela que os dados são sequestrados, como senha do cartão de crédito, senha da conta bancária. Os bandidos não acessam o sistema bancário, mas sim a conta de cada cliente por meio das vulnerabilidades de seu computador.

Portal Amazônia: Nesse caso, como as pessoas podem se proteger?

Adonel Bezerra: Os usuários devem manter os softwares e sistema operacional atualizados constantemente. A melhor proteção é manter os sistemas atualizados. Quando navegar pela na internet sempre digitar a URL do site que estiver procurando e não os acessar por meio de links em sites de busca. No caso de procurar em sites de buscas, o título nem sempre corresponde a URL e pode levar à páginas falsas. O motor de busca dos sites de busca nem sempre sabe se a página é falsa ou não e pode indexar um endereço que nem sempre corresponde ao verdadeiro.

Portal Amazônia: O senhor presta consultoria na área de segurança de informação?

Adonel Bezerra: O nosso foco hoje está em universidades. Fazemos parcerias com o meio acadêmico e ministramos cursos de extensão na área de segurança, direito digital, investigação forense, dentre outros. Temos vários especialistas que atuam na área e podem ministrar tais cursos.

Portal Amazônia: É fácil invadir um computador?

Adonel Bezerra: É muito fácil e vamos demonstrar isso na prática durante o evento que realizaremos esse mês em Manaus. Existem várias formas de invadir um computador. Um hacker, conhecedor dessas possibilidades, aproveita-se das vulnerabilidades das máquinas. Daí a necessidade dos sistemas estarem sempre atualizados.

Portal Amazônia: Em uma empresa que tenha um servidor para vários computadores, um determinado computador pode infectar outras máquinas?

Adonel Bezerra: Sim, o hacker pode, inclusive, invadir o servidor utilizando a máquina daquele usuário e fazer um estrago danado. Daí a necessidade de se criar sistemas de segurança internos.

Portal Amazônia: Os sites também podem ter vulnerabilidades? Como os desenvolvedores podem se proteger?

Adonel Bezerra: Em primeiro lugar, os desenvolvedores precisam ter na equipe alguém com conhecimentos em segurança de sistemas. Esse especialista vai analisar o código e apontar as falhas que podem existir nos códigos desenvolvidos pelos programadares. Geralmente o pessoal de desenvolvimento e designer sabe planejar a estética do site e desenvolver os códigos.Tudo fica muito bonito, mas como não entendem de segurança da informação, códigos e scripts podem ficar vulneráveis. Isso vai permitir ataques de sql injection, php injection, dentre outros. Como a informática hoje é base de desenvolvimento para toda empresa, manter sistemas eficazes de segurança é essencial em todas as áreas de tecnologia da informação.

Para saber mais sobre 1º SPACH - Simpósio Amazonense de Segurança da Informação que sera realizado em Manaus, acesse o Portal Clube do Hacker.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 271 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal