Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/01/2007 - Agora MS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falso padre é preso tentando vender encontros com o papa


Um falso padre foi preso em Fortaleza tentando vender encontros com o papa Bento XVI. Erivandro Férrer de Lima, de 28 anos, portava uma carteira falsificada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (Cnbb). Em suas andanças pelo interior cearense, chegou a enganar padres verdadeiros, rezou missas e depois fugiu com o dinheiro arrecadado nas ofertas.

De acordo com a delegada Rosicleide de Castro, titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, o falso padre dizia para suas vítimas que estava preparando uma caravana de fiéis para terem um encontro com Bento VXI, em Aparecida (SP), durante a visita do papa ao Brasil, prevista para maio deste ano.

Erivandro cobrava de cada interessado R$ 175 mais cinco parcelas de R$ 75 pelo "encontro". "Muitas pessoas foram enganadas e, acredito, com a divulgação do fato, novas vítimas podem aparecer", disse a delegada. Ainda segundo ela, Erivandro havia sido preso, em 2002, também por estelionato.

A delegada também vai investigar uma denúncia de que ele pode estar envolvido com práticas de pedofilia. O falso padre foi preso em flagrante na segunda-feira, 8, quando tentava enganar duas funcionárias do Departamento de Trânsito do Ceará (Detran-CE). Aos policiais, apresentou uma carteira da Cnbb. Depois, alegou pertencer à Igreja Brasileira Livre, cuja sede fica em Minas Gerais, e que não faz parte da Cnbb. Em depoimento, negou o golpe e disse ter começado um curso filosófico, em 2003, em Belo Horizonte (MG).


Arquidiocese

Padre Gilson Soares, da Arquidiocese de Fortaleza, afirmou tratar-se de um caso a ser resolvido pela polícia. Segundo ele, é preciso tomar cuidados para não cair em golpes como este. "Nosso povo é tão bom, tão generoso que se deixa levar até pelos falsos padres", comentou. Ainda segundo padre Gilson, o documento que Erivandro portava foi feito com base em dados já nem usados mais pela Igreja. "A carteirinha (usada pelo estelionatário) é branca. A da Cnbb é de cor amarela e é da Comissão Nacional dos Presbíteros e não da Comissão Nacional do Clero, como era antigamente. Ele usou todas as coisas antigas e até mesmo o nome do bispo para poder enganar a todos", apontou padre Gilson.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 439 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal